Sexta, 17 de Setembro de 2021
20°

Pancada de chuva

Alagoinhas - BA

Cidades Catu

Justiça eleitoral em Catu acata pedido de investigação contra prefeito e vice

A Justiça Eleitoral da 129ª Zona Eleitoral em Catu, no Recôncavo baiano, acatou o pedido do Ministério Público Eleitoral que em uma Ação de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE), ajuizada pela promotora eleitoral Anna Karina Senna, solicita a cassação do diploma e, consequentemente, do mandato do prefeito Narlison Borges Sales (PTB) e do seu vice-prefeito, José Nardison de Sales (PTB).

03/07/2021 às 22h03
Por: Redação Fonte: A Tarde
Compartilhe:
Justiça eleitoral em Catu acata pedido de investigação contra prefeito e vice

A Justiça Eleitoral da 129ª Zona Eleitoral em Catu, no Recôncavo baiano, acatou o pedido do Ministério Público Eleitoral que em uma Ação de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE), ajuizada pela promotora eleitoral Anna Karina Senna, solicita a cassação do diploma e, consequentemente, do mandato do prefeito Narlison Borges Sales (PTB) e do seu vice-prefeito, José Nardison de Sales (PTB).

 

Pequeno Sales, como é conhecido, venceu as eleições municipais em 2020 com 52,41% dos votos válidos contra 45,62% do segundo colocado, o candidato André Marques (PSD).

 

Na época, o MPE acusou Pequeno Sales de realizar atos de campanha presenciais, o que gerou aglomeração de pessoas, ocasionando riscos. “Algo inaceitável e que não pode ser tolerado pela Justiça Eleitoral”, disse a promotora.

 

O órgão informou ainda que, ao tomar conhecimento das realizações dos atos de campanha para promoção da sua candidatura, em descumprimento às normas vigentes na Bahia acerca da política de combate à pandemia da Covid-19, chegou a realizar reuniões de conscientização e expediu recomendações ao comitê do prefeiturável.

 

“É forçoso reconhecer que os acionados ultrapassaram, reiteradamente, todos os limites toleráveis, praticando condutas manifestamente contrárias ao ordenamento jurídico-eleitoral, ao propagarem de forma ilícita suas candidaturas, às custas da aglomeração de pessoas em plena pandemia, quando o isolamento social ainda se impunha, em flagrante demonstração de abuso de poder, desacreditando a Justiça Eleitoral e as autoridades sanitárias”, afirma o texto da peça.

 

Por fim, a promotora pede, além da cassação do diploma do prefeito e vice de Catu, a declaração de inegibilidade de ambos para os próximos oito anos.

 

Em seu despacho, o juiz eleitoral Fabio de Oliveira Cordeiro determinou que Pequeno Sales e Dr. Nardson, como é conhecido, se manifestem sobre as acusações.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Catu - BA
Sobre o município Notícias de Catu - BA
Alagoinhas - BA Atualizado às 01h02 - Fonte: ClimaTempo
20°
Pancada de chuva

Mín. 18° Máx. 28°

Sáb 29°C 16°C
Dom 30°C 17°C
Seg 30°C 16°C
Ter 29°C 17°C
Qua 33°C 18°C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes
Enquete
Anúncio