Terça, 07 de Dezembro de 2021
18°

Pancada de chuva

Alagoinhas - BA

Últimas notícias Um ano após 1º caso

Bahia tem pior fase da pandemia com caos na saúde, variantes e mais de 12 mil óbitos

Avanço da doença, medidas adotadas e chegada da vacina: relembre os principais fatos após confirmação do primeiro contaminado pelo novo coronavírus no estado.

06/03/2021 às 11h33
Por: Redação Fonte: G1
Compartilhe:
Farol da Barra, Salvador. Foto tirada em fevereiro de 2021 — Foto: Valma Silva / G1 BA
Farol da Barra, Salvador. Foto tirada em fevereiro de 2021 — Foto: Valma Silva / G1 BA

Um ano após o primeiro caso da Covid-19 na Bahia, confirmado em 6 de março de 2020, o estado vive a pior fase da pandemia: caos na saúde, novas medidas restritivas com fechamento do comércio, variantes do vírus e mais de 12 mil mortes.

 

O aumento do número de casos da Covid-19 no estado tem preocupado o governador Rui Costa, autoridades da saúde e gestores municipais.

 

No mês passado, em 13 de fevereiro, Rui fez um alerta sobre possível colapso no sistema de saúde. Segundo ele, ao menos dez hospitais na Bahia estavam com 100% de ocupação.

 

Já no dia 16 de fevereiro, o governador disse que o estado estava vivendo o terceiro pior momento da pandemia, com cerca de 15 mil casos ativos e crescentes.

 

De acordo com Rui, o pior mês durante todo o período foi julho de 2020, quando o estado atingiu a marca de 2 mil óbitos e cerca de 30 mil casos ativos. O segundo pior teria sido junho de 2020, onde 1,7 mil pessoas morreram e os casos ativos chegaram a 27 mil.

 

No último dia 3 de março, o governador alertou sobre o pré-colapso no sistema de saúde do estado por causa da Covid-19. Segundo Rui, a situação estava muito mais crítica na região metropolitana de Salvador.

 

Outra questão que tem causado preocupação é a quantidade de variantes da Covid-19 no estado.

 

Já foram detectadas pelo Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen-BA), gerido pela Secretaria Estadual de Saúde da Bahia (Sesab), seis linhagens diferentes do novo coronavírus, dez casos da variante de Manaus e circulação da cepa peruana no estado.

 

Além disso, a Vigilância Epidemiológica do Estado da Bahia confirmou a transmissão comunitária da variante B.1.1.7 do SARS-CoV-2, originalmente detectada no Reino Unido, no estado.

 

Em 5 de março, dezessete casos da variante de Manaus foram confirmados pela Sesab. Ainda de acordo com o órgão estadual, seis casos da variante do Reino Unido também foram confirmados.

 

Primeiros casos e avanço da doença

 

  • O primeiro caso de novo coronavírus no estado da Bahia foi confirmado no dia 6 de março de 2020 pela Sesab. A paciente foi ma mulher de 34 anos, de Feira de Santana, que retornou da Itália em 25 de fevereiro de 2020;
  • no mês seguinte, em 7 de março, o segundo caso da doença foi confirmado, também em Feira de Santana. Ela teve contato domiciliar com a primeira paciente do estado, quando ainda estava sintomática;
  • a primeira morte, no entanto, foi confirmada no final do mês, no dia 28 de março. A vítima era um homem de 74 anos, que estava internado em um hospital privado de Salvador. Ele estava entubado e em diálise contínua;
  • já no dia 11 de junho, o estado ultrapassou a marca de mil mortos por Covid-19. Nessa época, a Bahia contava com 33.891 casos confirmados da doença;
  • dois meses depois, em 25 de agosto, mais de cinco mil mortes já haviam sido registradas no estado;
  • em 29 de janeiro de 2021, a Bahia ultrapassou 10 mil mortes por Covid-19 e contabilizava mais de 581 mil pessoas infectadas pela doença no estado;
  • pouco mais de um mês, em 5 de março, o estado ultrapassou a marca de 12 mil mortes e já conta com mais de 22 mil casos ativos da doença;
  • desde o início da pandemia, a Bahia registrou mais de 706 mil casos da doença, onde cerca de 43.508 profissionais da saúde tiveram diagnóstico positivo para Covid-19.

Medidas adotadas

Logo no início de março de 2020, o governo da estado anunciou uma série de medidas de combate ao novo coronavírus, como suspensão de voos e utilização do Hospital Espanhol para tratamento exclusivo de pacientes com Covid-19.

além disso, o governo suspendeu as atividades em todas as escolas do estado - incluindo as da rede particular - por 30 dias, suspensão de eventos que reúnam mais de 50 pessoas e a criação de regras de higienização nos transportes públicos.

já em Salvador, no dia 18 de março, o então prefeito ACM Neto suspendeu o funcionamento de todos os shoppings centers da capital, do Mercado Modelo e do Elevador Lacerda, sendo renovado a partir de novos decretos.

no dia 19 de março, o governo da Bahia decretou situação de emergência no estado por causa do coronavírus.

no mesmo dia, novas medidas em Salvador: redução de até 30% da frota de ônibus, interdição de seis praias e clubes da capital.

em 23 de março, a prefeitura de Salvador informou que o funcionamento de bares e restaurantes da capital baiana seria suspenso a partir do dia 25 do mesmo mês;

o uso obrigatório de máscaras começou a valer no dia 23 de abril na capital baiana. No dia 28 do mesmo mês, deputados baianos aprovaram o uso obrigatório de máscaras na Bahia;

 

Reabertura gradual

  • A flexibilização das atividades que tiveram o funcionamento suspenso na capital baiana por causa da pandemia do novo coronavírus se deu através de fases;
  • em 24 de julho, foi liberada a primeira fase da flexibilização do comércio. Com isso, shoppings em Salvador voltaram a funcionar e a reabertura contou com filas enormes, assim como o comércio de rua registrou movimento intenso;
  • após ficar mais de quatro meses fechado, o Mercado Modelo foi reaberto em 29 de julho;
  • no mês seguinte, em agosto, foi a vez de autorizar a segunda fase de reabertura do comércio, além de liberar o funcionamento de salões de beleza, barbearias, lanchonetes, bares, restaurantes, centro culturais e academias;
  • já em setembro, cinemas e teatros da capital baiana, que faziam parte da terceira fase, voltaram a funcionar.

Suspensão e cancelamento de eventos

 

  • Em abril de 2020, o governador Rui Costa anunciou o cancelamento dos festejos juninos na Bahia;
  • em outubro, o então prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), informou, por meio de coletiva, que o réveillon da capital baiana teria formato virtual;
  • ainda em novembro, foi anunciada também a suspensão do carnaval em fevereiro de 2021; ainda não há data prevista e o novo calendário vai depender da vacina contra a Covid-19;
  • em dezembro, a 'live da virada' foi cancelada;
  • Apesar do cancelamento da transmissão ao vivo, a queima de fogos de artifício foi mantida. Ela ocorreu em 20 pontos de Salvador, além, de um show pirotécnico na Praça Cairu, e foi transmitida online pela prefeitura.

 

Chegada das vacinas e imunização

 

  • Em janeiro deste ano, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou por unanimidade o uso emergencial das vacinas CoronaVac e da Universidade de Oxford contra a Covid-19;
  • o avião com as primeiras doses da vacina contra o novo coronavírus chegou à Bahia no dia 18 de janeiro. Ao todo, foram enviadas aos estado 376.600 doses da Coronavac. A carga saiu de Minas Gerais com destino ao Aeroporto Internacional de Salvador;
  • a Prefeitura de Salvador começou a vacinação contra a Covid-19 em 19 de janeiro, no santuário das Obras Sociais Irmã Dulce (Osid). A enfermeira Maria Angélica de Carvalho Sobrinho, de 53 anos, foi a primeira pessoa vacinada contra a doença em solo baiano. Ela trabalha no Hospital Couto Maia, na linha de frente no combate à pandemia;
  • além da enfermeira, foram imunizados durante a cerimônia simbólica, na capital baiana, uma idosa de 83 anos, uma indígena e um médico do Samu;
  • em 24 de janeiro, uma nova remessa de vacinas contra o novo coronavírus chegou à Bahia. Dessa vez, foram cerca de 119.500 doses do imunizante desenvolvido pela universidade de Oxford, em parceria com a biofarmacêutica AstraZeneca. A carga saiu do Rio de Janeiro com destino ao Aeroporto Internacional de Salvador;
  • a segunda dose da CoronaVac começou a ser aplicada no dia 16 de fevereiro, em Salvador, 28 dias após o início da vacinação na capital baiana. Ela começou a ser aplicada nos profissionais da área de Saúde que atuam na linha de frente da Covid-19, e nos idosos que moram em abrigos;
  • Até a última sexta-feira (5), 520.432 pessoas foram vacinadas contra a Covid-19, dos quais 154.915 receberam também a segunda dose até as 15h desta sexta, segundo boletim epidemiológico da Sesab.

 

Toque de recolher e medidas restritivas

 

  • Por causa do aumento do número de casos de Covid-19 na Bahia, o governador Rui Costa adotou o toque de recolher no dia 19 de fevereiro de 2021, em 343 cidades do estado, e seria válido por sete dias, das 22h às 5h. Estabelecimentos comerciais e de serviços deveriam encerrar atividades até as 21h30;
  • no dia 22 de fevereiro, um novo decreto foi publicado para ampliar o horário da medida, das 20h às 5h, até o dia 28 de fevereiro. Além dos 343 municípios que já estavam na lista, outros 38 foram incluídos. Estabelecimentos comerciais e de serviços deveriam encerrar atividades até as 19h30;
  • em 26 de fevereiro, o governo restringiu a circulação noturna de pessoas na rua em todo o estado, das 20h às 5h, até 1º de março. Lojas e comércio de rua começaram a fechar às 17h; bares, restaurantes, pizzarias, lojas de conveniência e similares, às 18h; shoppings, galerias e demais centros comerciais, às 19h;
  • no dia 28 do mesmo mês, as medidas restritivas que começaram em 26 de fevereiro em toda a Bahia foram estendidas por mais 48 horas, com exceção de três regiões: oeste, norte e nordeste do estado;
  • já na última terça-feira (2), Rui Costa decidiu estender o toque recolher no estado até o dia 31 de março. O toque de recolher vale das 20h às 5h, em todo o território baiano, de 3 de março até o dia 1º de abril;
  • além disso, as atividades não essenciais seguem suspensas até 8 de março em Salvador e região metropolitana.
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Alagoinhas - BA Atualizado às 05h09 - Fonte: ClimaTempo
18°
Pancada de chuva

Mín. 18° Máx. 31°

Qua 32°C 18°C
Qui 31°C 19°C
Sex 31°C 18°C
Sáb 32°C 19°C
Dom 33°C 21°C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes
Enquete
Anúncio