A SESAU informou ainda que 43 homens entre 6 e 87 anos e 53 mulheres com idades que variam de 11 meses a 68 anos, tiveram, hoje, o diagnóstico confirmado para COVID-19.

Com a atualização, Alagoinhas registra 456 casos ativos da doença, no somatório entre todos os pacientes positivados, subtraídos os óbitos e recuperações constatadas. Como ainda podem transmitir o vírus, essas pessoas devem permanecer em isolamento.

Entre os pacientes diagnosticados com coronavírus, 24 seguem internados: 8, no Hospital das Clínicas de HCA, 1, no Hospital do Subúrbio, 2, no Hospital de Campanha da Fonte Nova, 2, no Hospital Espanhol, 2, no Hospital Sagrada Família, 1, no Medtower, 1, no Hospital Ernesto Simões, 1, no Hospital Aliança, 1, no Cardiopulmonar, 1 no Hospital Santa Isabel, 1, no Hospital Salvador e 2, na UPA de Santa Terezinha e 1, no Hospital Regional Dantas Bião. Outras 62 pessoas aguardam resultados do Laboratório Central de Saúde Pública (LACEN), para onde são encaminhadas as amostras.

Nesta quinta-feira (30), o município também registrou 2 novos óbitos de moradores por Covid-19. Trata-se de dois pacientes do sexo masculino. Uma das vítimas era um senhor de 82 anos, morador da Rua do Catu e a outra, era um senhor de 72 anos, morador da Praça Kennedy. Ambos estavam internados no Hospital Regional Dantas Bião.

Como parte das ações de enfrentamento ao coronavírus, a Secretaria Municipal de Saúde vem realizando testagem rápida da população nos bairros mais populosos e na Central de Abastecimento. A detecção precoce da Covid-19 é uma das formas mais eficazes de obter um mapeamento epidemiológico mais fiel à realidade e possibilita ao município definir estratégias de controle da pandemia, como a identificação dos locais com necessidade de medidas mais rígidas de isolamento, entre outras ações de controle

Confira os dados atualizados nesta quinta-feira (30) pela Secretaria Municipal de Saúde:

Acompanhe também a distribuição dos casos de coronavírus em Alagoinhas, por localidade:

Fonte: Secretaria Municipal de Saúde – Vigilância Epidemiológica
Atualização: 30-07-2020

Deixe uma resposta