A pandemia de coronavírus se alastrou em Alagoinhas mesmo com a adoção de medidas precoces de isolamento social, mostra levantamento feito pelo Se Liga Alagoinhas. A doença já chegou a todos os bairros da cidade. Em apenas 14 dias, Alagoinhas teve uma dobra do patamar de 400 pra 800 casos.

Com a atualização deste sábado (11), mais 16 pessoas evoluíram para alta, chegando a 600 recuperados. Alagoinhas contabiliza 25 pacientes internados, entre todos aqueles que tiveram o diagnóstico conclusivo para coronavírus, sendo 8 no Hospital das Clínicas de Alagoinhas, 2 no Ernesto Simões, 5 no Hospital do Subúrbio, 1 no Hospital Português, 3 no Hospital Regional Dantas Bião, 1 no Hospital de Campanha da Fonte Nova, 1 no Hospital Espanhol, 1 no Medtower, 1 no H. M. Salvador, 1 no Hospital da Bahia e 1 no Hospital da Sagrada Família.

A SESAU informou também que o município registra, neste momento, 835 casos, sendo que 216 destes estão ativos. No que se refere aos casos descartados para a doença infecciosa viral respiratória, a SESAU comunicou que 1.381 munícipes testaram negativo para COVID-19, e mais 1.492 foram excluídos do monitoramento por critério de investigação clínico-epidemiológica.

Outras 81 pessoas aguardam resultados do Laboratório Central de Saúde Pública, para onde são encaminhadas as amostras.

De acordo com a Secretaria de Saúde, as equipes de Vigilância cumprem, em integralidade, os protocolos oficiais, e realizam o mapeamento do quadro, o monitoramento dos casos suspeitos, confirmados e seus contatos e a investigação epidemiológica. Ainda segundo a secretaria – que ampliou a realização de exames diagnósticos –, novas estratégias foram definidas com foco em interromper a cadeia de transmissão do coronavírus na cidade; ações das equipes de saúde serão desenvolvidas nos bairros, com a aplicação de inquéritos epidemiológicos. A recomendação é para que as pessoas mantenham o isolamento e adotem as medidas preconizadas.

Fonte: Secretaria Municipal de Saúde – Vigilância Epidemiológica

Deixe uma resposta