O comércio de Alagoinhas vem sofrendo grande impacto na sua economia, tendo registrado desde o início da pandemia até os dias atuais 60 empresas fechadas e 500 postos de empregos encerrados.

A informação é de Benedito Vieira, presidente do Sindicato das Empresas de Alagoinhas e Região, que avalia que o mercado, não apenas o da cidade, mas de todo o Brasil, terá dificuldades pra se reerguer, avalia ele.

Segundo ele, os setores mais atingidos são os de serviços e lojas de roupas, mas também atinge empresas diversas. O quadro, segundo ele, é estarrecedor e a maioria não vê uma luz no fim do túnel.

Vanderley Soares

DRT 4848

Deixe uma resposta