Fonte: Bocão News

Profissionais de saúde de Jequié denunciaram a prefeitura ao Ministério Público da Bahia (MP-BA) por atrasar os salários e não distribuir Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) na rede municipal. Há 16 dias eles estariam sem receber as remunerações devidas.

Segundo o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Jequié (Sinserv), cerca de 1,4 mil profissionais de saúde acionaram o MP-BA contra o prefeito Sérgio Suzarte. A entidade teria procurado a gestão municipal para um acordo antes de entrar com a ação, mas não teria obtido êxito.

A prefeitura se defendeu afirmando que os atrasos nos salários são em decorrência da queda de recursos, ocasionada pela perda de receitas e pela redução no repasse de valores. A gestão alegou que está tentando resolver a situação, mas o dinheiro que tem sido enviado pelo governo federal não dá para pagar diversas despesas, inclusive os salários dos servidores, por isso é necessário complementar os salários na folha de pagamento da prefeitura.

De acordo com o G1, a gestão municipal disse que a denúncia sobre a falta de equipamentos de proteção individual não procede, pois os funcionários da saúde recebem máscaras e o protetor facial transparente que cobre toda o rosto.

Deixe uma resposta