Um dia depois dos bloqueios de pista da avenida Ayrton Senna e Paulo Afonso em Alagoinhas, por causa do Covid-19, diversos moradores do residencial Linha Verde, do Cruzeiro dos montes, Jambeiro e Calu procuram o site Se Liga Alagoinhas para relatar os diversos transtornos causados pela medida do prefeito Joaquim Neto.

Os moradores pediram que o Ministério Público de Alagoinhas interfira para que a prefeitura encontre uma solução para o problema, haja visto que Alagoinhas até o momento não registrou nenhum caso confirmado de Covid-19.

Desde segunda-feira (23), quem vem do residencial Linha Verde não pode mais entrar na avenida Ayrton Senna. Já quem vem da BR-101, no sentido Entre Rios – Alagoinhas, não pode mais entrar à direita, na Paulo Afonso em direção ao centro de Alagoinhas. Em função disso, o trânsito passou a ser desviado pela BR 101 até a entrada da cidade pela Joseph Wagner.

Os moradores questionam a legalidade das ações do prefeito Joaquim Neto, “Onde fica o direito de ir e vir” questiona a dona de casa Maria de Fátima.

Direito de ir e vir – liberdade de locomoção. … Este direito encontra-se acolhido no art. 5, XV, CF, no qual menciona ser livre a locomoção no território nacional em tempo de paz, podendo qualquer pessoa, nos termos da lei, nele entrar, permanecer ou dele sair com seus bens.

Os moradores afetados pretendem entrar com representação no MP-BA para solucionar o problema.

4 Comentários

  1. Eu achei muito bom oq o prefeito Joaquim fez parabéns prefeito mesa eu tou com vc

  2. Fizeram no lugar errado, e os moradores do parque sao bernado, jorge amado e vale do sol, como saem pra fazer compras, e se precisar de uma emwrgencia, deveria ter uma viatura 24hs e uma passagem para pedestres, a intenção e boa mas foi sem planejamento


  3. O direito de ir e vir não foi vetado, mas foi feito o direcionamento para obtenção de controle a entrar e sair da cidade por motivos obvieis!

Deixe uma resposta