A equipe multidisciplinar do Hospital Regional Dantas Bião, em Alagoinhas, intensificou seus conhecimentos em Protocolo de Posição Prona Segura – PRONA. O treinamento foi promovido pela coordenação de Fisioterapia do HRDB com o objetivo de preparar a equipe para os casos graves do covid-19, coronavírus.

A coordenadora de fisioterapia da UTI, Viviane Pereira, informou que o treinamento envolveu toda equipe multidisciplinar: médico, fisioterapeutas, enfermeiros, técnicos de enfermagem, entre outros. “Houve elaboração e treinamento do protocolo de Posição Prona Segura, que é um procedimento terapêutico indicado em casos graves de desconforto respiratório agudo”, explicou a coordenadora.

A posição prona é uma manobra utilizada para combater a hipoxemia nos pacientes com síndrome do desconforto respiratório agudo. Apesar de hoje ser considerada um modo eficaz de melhorar a oxigenação, os mecanismos fisiológicos que levam à melhora da função respiratória ainda não estão completamente esclarecidos. O objetivo principal desta revisão é discutir os aspectos fisiológicos e clínicos da posição prona na síndrome do desconforto respiratório agudo.

Sobre a pandemia do coronavírus, a diretora médica do HRDB, Fávia Meira Guimarães Barbosa, orienta a população fique em casa e só procure o hospital se apresentar sintomas como: febre alta persistente e falta de ar.

“Estamos em um momento de dar atenção especial e tratamento àquelas pessoas que tenham febre alta persistente, pessoas que não tinham falta de ar, dispinéia e começam a ter, estes sim devem procurar uma unidade de saúde. Agora, quem tem tem sintomas gripais, fique em casa, se proteja e proteja seus familiares. Tenham certeza que estamos aqui preparados e de braços abertos para atender àqueles que tenham sintomas do covid19”, assegurou. Fávia Barbosa informou ainda que a unidade já passou realizou mudanças estruturais e a equipe esta treinada.

“Uma das mudanças nesse período está relacionada às visitas, pacientes com acompanhantes não terão visitas diárias e estamos fazendo um planejamento nas enfermarias, pacientes internados na UTI e estabilização somente terão visitas apenas àqueles que estão em estado grave, mas todos os familiares continuam tendo o boletim diário do estado de saúde de cada paciente”, concluiu

Deixe uma resposta