Os brasileiros que tiveram o título cancelado têm até o dia 6 de maio para regularizar a situação. Quem não o fizer, não poderá votar nas eleições municipais de outubro, quando acontecem as eleições municipais nas 5.568 cidades brasileiras. 

Em 2019, 2,4 milhões de títulos eleitorais foram cancelados por ausência e não justificativa em três eleições seguidas. Para a Justiça Eleitoral, cada turno equivale a uma eleição. 

Para efetivar a regularização o eleitor deve comparecer  ao cartórios eleitoral e preencher o Requerimento de Alistamento Eleitoral (RAE) e apresentar um documento oficial com foto. Além disso, será cobrada uma multa de R$ 3,51 por turno que o eleitor deixou de comparecer. O prazo para fazer a solicitação termina no dia 6 de maio, último dia para emissão do título e alteração de domicílio eleitoral antes das eleições.

Quem teve o título cancelado fica impedido de votar, além de tirar passaporte, tomar posse em cargos públicos, fazer matrícula em universidades públicas, entre outras restrições. 

Comentários

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui