Foto: Matheus Morais/bahia.ba

Questionado sobre sua participação nas eleições de 2020, o governador Rui Costa (PT) disse nesta segunda-feira (25) que ‘não pode’ deixar de se envolver no pleito.

Para o petista, a eleição será uma oportunidade de comparar os momentos que o Brasil viveu.

“Eu diria que priorizo a gestão do estado, mas eu não posso deixar de me envolver nas eleições municipais. É preciso dizer para o povo que vive nas favelas, na periferia, o que eles precisam. Eles querem trabalhar. Num país sem propostas de futuro, sem projeto de desenvolvimento, não vamos a lugar nenhum. Temos em 2020 a oportunidade de comparar os momentos que o Brasil viveu. Quem está fazendo progresso”. analisou em entrevista à rádio Metrópole.

“O que o Brasil não pode semear é o ódio, a ignorância. Você vê ministros de estado falando bobagens. 2020 vai ser um divisor. Não quero fulanizar, mas vamos ver quem é aliado desse projeto que está aí e quem defende a união, o diálogo, a harmonia. Nós vamos ter que separar. eu direi isso ao povo. Eu tenho 56 anos, nunca imaginaria ouvir de um ministro da educação, o que a gente ouve do atual ministro”, completou.

Publicidade 3

Comentários

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui