Mais de 3,9 milhões de candidatos realizaram a prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) neste domingo, 3 de novembro. O número representa 76,9% dos 5,1 milhões de inscritos no exame deste ano.

Durante entrevista coletiva no auditório do Instituto Nacional de Pesquisas e Estudos Educacionais Anísio Teixeira após o encerramento das provas, o ministro da Educação, Abraham Weintraub, disse que o primeiro dia do Enem ocorreu com tranquilidade. “O Enem foi um sucesso absoluto. […] Foi a cara de eficiência, gestão e responsabilidade que a gente buscar dar ao governo do presidente Jair Bolsonaro”, afirmou.

Com o grande volume de participantes, o primeiro Enem da gestão do presidente Jair Bolsonaro registrou apenas 23,1% de ausentes. Isso quer dizer que 1,2 milhão de pessoas não compareceram para fazer o exame.

O primeiro dia de exame também registrou outro recorde: 91% dos estudantes inscritos visualizaram o cartão de confirmação da inscrição. Disponibilizado pelo Instituto Nacional de Pesquisas e Estudos Educacionais Anísio Teixeira (Inep), o documento apresenta entre outras informações, o local de provas dos participantes.

Conteúdo da prova – Na coletiva de imprensa, o ministro ainda disse ter gostado do tema da redação neste ano: “Democratização do acesso ao cinema no Brasil”. “Era um assunto que permitia várias possibilidades. […] Nós esperamos que o candidato consiga elaborar um texto com argumentos racionais, tangíveis e bem escrito”, afirmou.

Sobre as 90 questões da prova, o presidente do Inep destacou que a prova conseguiu cobrir toda a base curricular. “[A prova] teve uma grande quantidade de textos de poesias. Além disso, destaco a objetividade do comando da questão, que foram bastante técnicos”, afirmou.

Eliminados – Trezentos e setenta e seis candidatos foram eliminados. O Enem de 2019 foi realizado com novas regras para garantir a segurança. A principal mudança foi em relação à proibição de emissão de sons por aparelhos eletrônicos, mesmo dentro do envelope porta-objetos fornecido pelos fiscais de prova. Dentro desse cômputo também estão pessoas que se negaram a ser identificadas por biometria, por exemplo.

Ocorrências – O maior exame de acesso ao ensino superior aconteceu sem incidentes graves durante as cinco horas e meia de aplicação das provas nos mais de 1,7 mil municípios de todas as regiões do país. Foram registradas situações pontuais como queda de luz em local de prova.

Reaplicação – A reaplicação da prova do Enem está marcada para os dias 10 e 11 de dezembro. A solicitação por reaplicação pode ser realizada por inscritos que tenham conseguido fazer as provas em decorrência de problemas logísticos, como desastres naturais, falta de energia elétrica, etc.

Publicidade 3

Comentários

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui