Três caminhões com cerca de 10 mil galinhas de descarte que circulavam sem documentação foram apreendidos por uma equipe móvel do escritório da ADAB (Agência Estadual de Defesa Agropecuária da Bahia) de Jequié, na BR-116, município de Brejões, na manhã dessa terça (22).

“É a maior carga apreendida em 2019 na Bahia a partir da fiscalização da autarquia que passa a investir em ações educativas para ampliar a defesa sanitária. Se permitirmos a comercialização das aves sem procedência identificada, pode significar grande risco à saúde pública caso estejam com algum tipo de patologia. A responsabilidade é imensa, por isso, solicitamos o reforço da parceria entre Estado, produtores e a população”, salientou o diretor-geral da ADAB, Maurício Bacelar.

Os caminhões com placa policial de Pará de Minas (MG) transportavam galinhas de forma irregular e a abordagem foi realizada em parceria com a Polícia Rodoviária Federal de Milagres quando foi detectado que nenhum dos veículos portava documento sanitário necessário ao trânsito de aves de descarte. A carga foi encaminhada ao abate sanitário.

Conforme legislação vigente, apenas médicos veterinários oficiais podem emitir Guia de Trânsito de Animais (GTA) para essas aves e o abate deve acontecer obrigatoriamente em estabelecimento com Serviço de Inspeção. As ações de fiscalização integram o cronograma do Programa de sanidade Avícola e tem o objetivo de inibir a ocorrência ou propagação de doenças como a Influenza Aviária (sem registro na Bahia), New Castle, salmoneloses e micoplasmoses.

Publicidade 3

Comentários

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui