A prefeitura de Salvador vai criar um aplicativo para que os usuários possam acompanhar em tempo real o percurso das unidades do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), quando solicitarem. O app vai funcionar como uma espécie de Uber e aplicativos similares.

Segundo apurou o Bahia Notícias, a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) irá lançar no início do mês de novembro, um processo licitatório para contratação de um sistema integrado de gestão que será incorporado ao Samu e assim um aplicativo ficará disponível ininterruptamente aos usuários.

A tecnologia será possível através do sistema de GPS instalado nas ambulâncias, onde as localizações serão georreferenciadas permitindo a inteligência que envie as equipes mais próximas para o local da ocorrência e calcule automaticamente o tempo médio de chegada.

As ambulâncias também serão equipadas com tablets e o serviço vai ganhar atendimento por WhatsApp. O aplicativo de mensagens vai facilitar o envio de documentos, relatórios médicos e resultados de exame. Na central de atendimentos serão instalados painéis dinâmicos que sinalizarão em tempo real para onde os pacientes foram regulados – gerando uma divisão que desafogue as unidades hospitalares.

IDENTIFICAÇÃO DE USUÁRIOS
A população poderá ainda se cadastrar previamente no aplicativo incluindo informações sobre patologias crônicas, alergias e tipo sanguíneo. As informações serão cruzadas com os prontuários das Unidades Básicas de Saúde (UBS), Unidades de Pronto Atendimento (UPA) e Hospital Municipal de Salvador (HMS). Os atendentes terão acesso às informações de outros atendimentos prestados ao usuário, podendo articular previamente quais procedimentos deverão ser adotados.

“Quando um atendimento for realizado o sistema vai identificar se a pessoa já é cadastrada. Através disso vamos ter acesso ao prontuário, o que vai facilitar a identificação se a pessoa tem um problema de coração ou se é alérgica a alguma medicação. Com isso os profissionais poderão tomar providências e saber qual procedimento será adotado com essa pessoa”, disse Ivan Paiva, coordenador de urgência e emergência do Samu.

Publicidade 3

Comentários

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui