Manchas de óleo foram avistadas em Itacaré, no sul do Estado. Os moradores da região gravaram um vídeo que mostra os resíduos na areia da praia de Itacarezinho. O Inema afirmou ter recebido a informação, mas que vai enviar uma equipe para vistoriar a região sul para verificar se o petróleo cru realmente atingiu o local.

Em Salvador, os banhistas curtiram o dia de sol nas praias da Barra mesmo com a confirmação de que o óleo chegou ao Farol. Quem trabalha na região percebeu que os soteropolitanos estão frequentando o local como de costume. Sara Cristina trabalha no Acarajé da Sônia e conta que “o povo tá vindo”. 

“A semana toda tá movimentada aqui. Onde não tem óleo, as pessoas estão frequentando”, disse ela, sobre não ser possível avistar as manchas do resíduo.

Já o vendedor de caldo de cana, Edmundo dos Santos, 54, acha que o Farol estava mais vazio. Entretanto, ele reconhece que o pico de visitantes na praia é aos domingos. “Tem gente que tá perguntando pra mim se tem óleo. Nem todo mundo tá com coragem de tomar banho, mas muita gente tá com coragem de descer pra ir pra praia”, afirmou.

Ao lado, no Porto da Barra, as pessoas tomavam banho sem preocupações. Teve gente que foi para o local para fugir das praias. A farmacêutica Léa Assis, 50, ia para Piatã, mas não quis arriscar.

Ademário dos Santos, 56, aluga sombreiros e cadeiras de praia no Porto da Barra. Ele disse que o movimento neste sábado estava normal. “O pessoal tá vindo frequentar a praia. Tá alugando cadeira e sombreiros à vontade”, contou.

Nesta tarde, a Prefeitura de Salvador divulgou que, até o momento, foram retiradas 97,5  toneladas de óleo pela Limpurb em 15 praias, sendo 6,6 toneladas somente neste sábado (19). Mais de 400 agentes estão envolvidos na operação.

Publicidade 3

Comentários

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui