Quadrilha falsificava documentos (Foto: Arisson Marinho/CORREIO)

Um casal de ciganos foi preso na manhã desta quinta-feira (19). Identificados como Zico e Viviane, os dois foram alvos da Operação Lama Preta, que visa desarticular uma organização criminosa que atua na Bahia praticando diversas fraudes, principalmente contra o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

O casal foi surpreendido por policiais federais na casa onde moram, no bairro de Buri Satuba, localidade onde há concentração cigana em Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador (RMS). Os dois estavam dormindo quando ocorreu a ação e não reagiram à abordagem.

Empresário escondeu o rosto na chegada à sede da Polícia Federal (Foto: Arisson Marinho/CORREIO)

Também foi preso o líder do grupo, o empresário Roberto Pereira de Oliveira. Proprietário de uma locadora de veículos, ele foi encontrado pelos policiais quando também estava em sua residência, no bairro de Vilas do Atlântico, em Lauro de Freitas (RMS). Além deles, a polícia prendeu ainda outras seis pessoas – entre elas, há idosos e deficientes físicos, acusados de serem usados como “laranjas” da quadrilha.

Todos foram levados para a sede da Polícia Federal em Salvador, no bairro de Água de Meninos.

Publicidade 3