Doze pessoas foram presas por crimes como uso de documentos falsos e tráfico de drogas durante uma operação da Polícia Rodoviária Federal (PRF) realizada de 1º a 20 de agosto, em diferentes trechos da BR-101, incluindo as regiões de Alagoinhas e Feira de Santana. Os resultados parciais da ‘Operação Lábaro’, divulgados na manhã desta quinta-feira, 22, apontam ainda que houve apreensão de duas armas de fogo e 24 munições, além da recuperação de um veículo adulterado. 

No total, foram fiscalizados 1.867 veículos e 1.913 pessoas. Durante os 20 dias de fiscalização, 403 testes de bafômetro foram realizados e quatro condutores flagrados dirigindo sob efeito de álcool.

Entre as infrações mais frequentes está a ultrapassagem proibida que, segundo a PRF, é a que mais causa acidentes. Durante o período foram 170 ocorrências relacionadas a esta infração.

Os agentes também emitiram quatro autos de infração para motociclistas e passageiros que estavam sem capacetes. Já para os que estavam sem cinto de segurança, foram 23 autuações e um condutor foi visto transitando na rodovia utilizando ou segurando o celular.

Além disto, foram apreendidos 30 CRVLV’s e nove CNH’s, além de 40 veículos recolhidos ao pátio por apresentar irregularidades ou comprometer a segurança dos usuários da rodovia.

Com o objetivo de ampliar o enfrentamento ao crime organizado, a ‘Operação Lábaro’ acontece em todo o país, atuando nas divisas dos estados e nas regiões e corredores estratégicos. A ação também busca prevenir e reprimir as condutas que mais provocam mortes e lesões no trânsito, nos trechos de maior acidentabilidade.

Outra ação

A PRF ainda destaca uma ação desenvolvida de forma integrada com o Ministério Público da Bahia e Polícia Militar. A ‘Operação Capinagem’, realizada no dia 15, cumpriu 19 mandados de prisão e 25 de busca e apreensão, nos municípios de Senhor do Bonfim, Jacobina, Juazeiro, Capim Grosso, Serrolândia e Lauro de Freitas. Ao todo, foram detidos 13 suspeitos. Entre eles, estavam integrantes de organização criminosa que atua com tráfico de drogas e é responsável por diversos homicídios na Bahia.

Participaram dessa operação 11 promotores de Justiça, além de 74 policiais militares e 99 policiais rodoviários federais. As diligências tiveram o apoio de helicóptero da Base de Operações Aéreas e do cão farejador do Grupo de Operações com Cães (GOC) da PRF.

Publicidade 3

Comentários

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui