A Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE) da Bahia confirmou, nesta quarta-feira (14), o fechamento da filial da Nestlé em Itabuna, no Sul do estado. O motivo do fechamento se dá pela transição da operação da cidade para Feira de Santana.

A pasta, no entanto, afirmou que já foi iniciado, com o apoio da multinacional, a prospecção de novos investidores para a unidade fabril. Se confirmado, uma nova empresa deverá começar a ocupar o espaço em 2020.

Segundo Luiz Gugé, chefe de Gabinete da SDE e secretário em exercício, “além dos 140 novos postos de trabalho em Feira de Santana, queremos que sejam asseguradas novas vagas de emprego também em Itabuna. A SDE já foi procurada por grupos empresariais interessados em ampliar a produção, e Itabuna é uma possibilidade real. Para tanto, conduziremos as tratativas regimentais de forma célere, para a concreta implantação de uma nova fábrica naquele município”.

Desde que foi confirmado a possibilidade de fechamento pelo governo estadual através das redes sociais, havia por parte da população local, uma apreensão quanto a perda de postos de trabalho. Os vereadores da cidade chegaram a solicitar uma reunião com a Nestlé. Na oportunidade, a empresa sugeriu que o encontro com os edis fosse realizado no fim de agosto, na mesma data que representantes se reuniriam com membros do governo do estado.

Foto: Reprodução / Pimenta Blog

Contradizendo o que foi dito no comentário, o governo do estado negou, através de nota divulgada na última sexta-feira (9), um áudio com uma relação de indústrias seriam fechadas e disse que a informação se tratava de uma “fake news”. Investimentos na unidade de Itabuna aparecem na nota, o texto não cita, porém, a possibilidade de fechamento.

De acordo com a SDE, a Nestlé informou que foi ofertado aos funcionários a possibilidade de migração para a fábrica de Feira de Santana a partir do próximo ano. 

Publicidade 3

Comentários

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui