Trabalhadores que já atuam ou pretendem ingressar no setor turístico terão uma nova chance de aprimorar conhecimentos, melhorar o currículo e contribuir para o desenvolvimento do mercado de viagens no país. As inscrições para o curso de atendimento a visitantes oferecido pelo Canal Brasil Braços Abertos (BBA), plataforma online totalmente gratuita. CLIQUE AQUI PARA SE INSCREVER AGORA NO BBA 2019.

A capacitação, aberta a qualquer pessoa com mais de 15 anos, pode ser feita a partir de equipamentos conectados à internet, como computadores, tablets e smartphones. O prazo de cadastro termina em 31 de dezembro e o aluno deve concluir o curso até 30 de março de 2020. O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, ressalta que a iniciativa impulsiona avanços no setor. “Nossa gestão tem adotado várias ações para reforçar o turismo, mas isso exige crescente qualificação. Com isso, nós aprimoramos a capacidade de atender bem os visitantes e contribuímos para a geração de emprego e renda no Brasil”, ressalta.

O curso, com um total de 80 horas-aula, se divide em quatro módulos: Introdução, Atendimento, Comunicação e Temas Transversais. A capacitação usa linguagem simples e engloba conteúdos como noções de inglês, ética e marketing, transmitidos por meio de jogos e vídeos. O secretário Nacional de Desenvolvimento e Competitividade do MTur, Aluizer Malab, destaca os esforços conjuntos por adesões ao canal. “É muito importante o engajamento dos secretários estaduais e municipais de Turismo pela participação dos profissionais nesta iniciativa, uma vez que qualquer município do Brasil pode acessar a plataforma”, observa.A conclusão do curso exige que o inscrito some um total de 696 pontos no sistema. Ao final da capacitação, o próprio aluno pode emitir um certificado, chancelado pelo MTur e pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro (IFRJ), que é válido como curso de extensão. A plataforma do BBA também oferece atendimento direto aos alunos, pelo email [email protected] ou pelo telefone gratuito 0800 200 8484.

QUALIFICADOS – O BBA formou 2.349 pessoas na sua última edição (2018/2019), concluída em 30 de abril deste ano. Uma delas foi Gladys Dinah, secretária de Turismo de Pomerode (SC), cidade conhecida como ‘a mais alemã do Brasil’. Ela conta que a qualificação permitiu uma melhor orientação da própria equipe. “O curso me subsidiou para orientar nossos recepcionistas, como em museus. A questão da gentileza, de ser prestativo, foi apresentada no curso de uma forma muito didática e prática. Essa é uma base para o primeiro contato com os turistas, o que pode deixar uma ótima impressão”, aponta.

Já a guia de turismo Alcimari Franco, coordenadora da Associação Turística da Rota da Uva de Jundiaí (SP), que reúne vinícolas da região, frisa que a capacitação aprimorou a recepção de estrangeiros. “O curso abrange coisas básicas, que você necessita diariamente, como a questão do inglês. A capacitação me orientou principalmente sobre, por exemplo, como o ferecer um cardápio em inglês a um estrangeiro. O turista já se sente acolhido, e no nosso caso tem muito turista chinês, que geralmente fala inglês”, comenta.

AVALIAÇÃO – De acordo com uma pesquisa promovida pelo MTur com alunos da última edição do curso, 95% dos que responderam apontaram a flexibilidade de horário e local para estudar como a principal motivação da qualificação. Outros 90% citaram a chance de aperfeiçoamento profissional. A coordenadora-geral de Qualificação do Ministério do Turismo, Neuza Portugal, afirma que o curso busca atender às necessidades dos interessados e também de qualificação do mercado.

“O curso, voltado aos profissionais que atuam na linha de frente do turismo, independente do perfil de ocupação, permite que o aluno, especialmente o que já trabalha, planeje seus estudos conforme a disponibilidade de horário. Trata-se de uma excelente oportunidade de se posicionar melhor no mercado, aumentando as possibilidades de contratação na área e aprimorando, de forma geral, o nível de excelência do atendimento ao turista no Brasil”, salienta.
Segunda a pesquisa, 84% citaram a possibilidade de obter um certificado como motivação, e 80% elegeram a facilidade de acesso às aulas. Já 77% indicaram a ampliação das oportunidades de inserção no mercado de trabalho. A pesquisa, realizada entre 16 de maio e 4 de junho deste ano, consultou um total de 480 voluntários.

Publicidade 3

Comentários

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui