Um dos 25 votos de deputados baianos favoráveis à reforma da Previdência foi de Igor Kannário (PHS). Questionado em suas redes sociais sobre seu posicionamento, ele decidiu gravar um áudio para explicar aos seus fãs o motivo de ter sido a favor das mudanças.

“Vocês sabem que seria muito fácil, né, eu dizer não? Vocês me conhecem, sabem que eu não como reggae de ninguém, que eu não tenho preço, como estão falando por aí (…) eu votei sim porque é bom para nós. Estou vendo aqui vários mimimis, comentários nas redes sociais tentando denegrir ou confundir nós, para dividir nossa favela, pra ver se vocês ficam contra mim, pra ver se eu perco a credibilidade que eu tenho. A conta vai chegar pra vocês”, disse.

Ver essa foto no Instagram

Nota de esclarecimento: Eu votei sim, pela Reforma da Previdência para que o Brasil não passe pela mesma situação economica que a Venezuela está enfrentando atualmente. Por conta do rombo no orçamento do país, nenhuma empresa internacional quer investir nem exportar seus produtos para o pais, isso faz com que os preços subam. Os produtos internos não suprirão as necessidades da população. O BPC antes era concedido a idoso a partir de 65 anos que não tivesse condições de se manter ou ser mantido pela família, isto está também na Loas(lei orgânica de assistência social).A nova proposta é a partir de 60 receber 400 reais e 70 valor integral de 1 salário mínimo, isso por que houve uma alteração na idade para aposentadoria comum. Essa alteração baseia-se nesse cálculo. A população brasileira está envelhecendo e a previdência não tem como manter as aposentadorias se não fizer a reforma. Atualmente contribuímos na incerteza, porque ninguém sabe se receberá amanhã. Além disso, haverá ainda a aprovação dos destaques que estão sendo analisados para ser acrescido na lei. Dentre os temas a serem votados estão:regras mais brandas para policiais, nova regra de cálculo para mulheres, mudanças para professores e pensões por morte, ou seja, muitas melhorias ainda estão por vir. Em momentos como esse, é importante olhar para o futuro do Brasil. #PeloCerto Deputado Kannário

Uma publicação compartilhada por Deputado Federal Igor Kannário (@deputadokannario) em

Na mesma rede social, o cantor e deputado publicou uma outra foto justificando o voto e disse que fez isso para que o Brasil não sofra com os mesmos problemas da Venezuela.

“Eu votei, sim, para a Reforma da Previdência para que o Brasil não passe pela mesma situação econômica que a Venezuela está enfrentando atualmente. Por conta do rombo no orçamento do país, nenhuma empresa internacional quer investir nem exportar seus produtos para o país, isso faz com que os preços subam. Os produtos internos não suprirão as necessidades da população”, disse, através de uma nota de esclarecimento.

“A população brasileira está envelhecendo e a previdência não tem como manter as aposentadorias se não fizer a reforma. Atualmente contribuímos na incerteza, porque ninguém sabe se receberá amanhã (…) Em momentos como esse, é importante olhar para o futuro do Brasil”, completou.

O texto-base da reforma foi aprovada pela Câmara dos Deputados por 379 votos contra 131. Na análise dos destaques, houve mudança no cálculo de tempo para mulheres e homens, além de alterações nas pensões.

A maioria dos deputados baianos votou nesta quarta-feira (10) de maneira favorável ao texto-base da Reforma da Previdência. Foram 25 votos pelo sim, contra 13 para o não. Somente um deputado da Bahia, Bacelar (PODE) não compareceu à sessão.

Veja como foram os votos dos representantes baianos:

Abílio Santana (PL) – SIM
Adolfo Viana (PSDB) – SIM
Afonso Florence (PT) – NÃO
Alex Santana (PDT) – SIM
Alice Portugal (PCdoB) – NÃO
Antonio Brito (PSD) – SIM
Arthur OLiveira Maia (DEM) – SIM
Bacelar (PODE) – AUSENTE
Cacá Leão (PP) – SIM
Charles Fernandes (PSD) – SIM
Claudio Cajado (PP) – SIM
Daniel Almeida (PcdoB) – NÃO
Elmar Nascimento (DEM) – SIM
Félix Mendonça Junior (PDT) – NÃO
Igor Kannário (PHS) – SIM
João Carlos Bacelar (PL) – SIM
João Roma (PRB) – SIM
Jorge Solla (PT) – NÃO
José Nunes (PSD) – SIM
José Rocha (PL) – SIM
Joseildo Ramos (PT) – NÃO
Leur Lomanto Junior (DEM) – SIM
Lìdice da Mata (PSB) – NÃO
Marcelo Nilo (PSB) – NÃO
Márcio Marinho (PRB) – SIM
Mário Negromonte Jr (PP) – NÃO
Nelson Pellegrino (PT) – NÃO
Otto Alencar Filho (PSD) – SIM
Pastor Sargento Isidório (Avante) – SIM
Paulo Azi (DEM) – SIM
Paulo Magalhães (PSD) – SIM
Professora Dayane Pimentel (PSL) – SIM
Raimundo Costa (PL) – SIM
Ronaldo Carletto (PP) – SIM
Tito (Avante) – SIM
Uldurico Junior (PROS) – SIM
Valmir Assunção (PT) – NÃO
Waldenor Pereira (PT) – NÃO
Zé Neto (PT) – NÃO

Publicidade 3