A Receita Federal paga nesta segunda-feira (17), R$ 201.988.532,98 a 99.380 contribuintes da Bahia. O valor é referente ao primeiro lote de restituição do Imposto de Renda de Pessoas Físicas (IRPF) de 2019.

De acordo com a Receita, o lote abrange também restituições de exercícios anteriores (2008 a 2018). Junto a esse lote, ao todo na Bahia, serão creditadas restituições para 100.453 contribuintes, totalizando um valor de R$ 206.806.206,50.

A consulta do primeiro lote da restituição foi disponibilizada para os contribuintes na última segunda-feira (10).

Em relação aos lotes residuais anteriores, serão creditados os seguintes valores para a Bahia:

  • Lote da declaração 2018: 544 contribuintes, totalizando R$ 3.163.882,33;
  • Lote da declaração 2017: 254 contribuintes, totalizando R$ 940.839,42;
  • Lote da declaração 2016: 127 contribuintes, totalizando R$ 410.063,17;
  • Lote da declaração 2015: 104 contribuintes, totalizando R$ 215.169,13;
  • Lote da declaração 2014: 33 contribuintes, totalizando R$ 59.043,60;
  • Lote da declaração 2013: 2 contribuintes, totalizando R$ 9.018,04;
  • Lote da declaração 2012: 6 contribuintes, totalizando R$ 4.233,91;
  • Lote da declaração 2011: não houve;
  • Lote da declaração 2010: 1 contribuinte, totalizando R$ 93,41;
  • Lote da declaração 2009: 1 contribuinte, totalizando R$ 9.569,95.
  • Lote da declaração 2008: 1 contribuinte, totalizando R$ 5.760,56.

Confira o cronograma previsto para os próximos lotes

  • 2º lote, em 15 de julho de 2019;
  • 3º lote, em 15 de agosto de 2019;
  • 4º lote, em 16 de setembro de 2019;
  • 5º lote, em 15 de outubro de 2019;
  • 6º lote, em 18 de novembro de 2019;
  • 7º lote, em 16 de dezembro de 2019.

Malha fina

A Receita informou que é possível checar se a declaração foi processada, no site do órgão. Se estiver já na fila de pagamentos, é sinal de que as informações prestadas pelo contribuinte estão coerentes com o banco de dados da Receita – indicando que a declaração, a princípio, não tem pendências (a Receita Federal tem até cinco anos para pedir esclarecimentos sobre as declarações).

A verificação pode ser feita pelo serviço Meu Imposto de Renda da Receita Federal. Para isso, é preciso gerar um código de acesso, a partir do número do CPF, data de nascimento e recibos de entrega das duas últimas declarações.

Publicidade 3

Comentários

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui