Professores da Universidade do Estado da Bahia (Uneb) decretaram greve no fim da tarde desta quinta-feira (4). O movimento foi confirmado após votação que aconteceu durante assembleia geral dos professores no teatro da instituição de ensino, em Salvador.

Estudantes, professores e técnicos das universidades estaduais da Bahia têm demonstrado insatisfação com a forma como o governo tem tratado sua pauta de reinvidicações. Ainda não há informações se os professores da Uefs, Uesb, e Uesc vão aderir ao movimento grevista. 

A professora Lilian Marinho, diretora executiva da Aduneb, concedeu entrevista ao BNews nesta manhã e explicou as razões do movimento, “O movimento expressa um conjunto de insatisfações de estudantes, professores e técnicos. Os recursos para as universidades estaduais estão contingenciados, editais de pesquisa suspensos. Isso catalisou para essa ocupação da reitoria”, relatou. 

Publicidade 3

Comentários

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui