Foto: Divulgação/SEDUC
Publicidade 3

A iniciativa, elaborada pelo Grupo Petrópolis para atender às políticas ambientais através de parceria com a Prefeitura, apresenta, este ano, uma nova formatação para abordar práticas sustentáveis, preservação ambiental e consumo consciente. “Este ano, a proposta vem com uma nova roupagem. Vamos partir da realidade de cada escola para pensar coletivamente um plano de ação que alie as demandas locais da unidade ao intuito do programa no que se refere à educação ambiental. Então o projeto não vem pronto. Na Escola Luzia Margarida Pinto, por exemplo, ficou decidido que vamos trabalhar com o tema ‘Saúde Emocional’, ao passo que na Dom Avelar Brandão, trabalharemos com o ‘resgate da cultura’. São temas definidos de acordo com um diagnóstico rápido e participativo daquilo que os professores, pais e alunos almejam para a sua realidade local”, explicou a coordenadora de ações socioeducativas da SEDUC, Márcia Maria Clímaco Santos.

Foto: Divulgação/SEDUC

Segundo ela, para esta edição, 4 escolas da zona rural deverão contar com a iniciativa, que deve contemplar, neste primeiro momento, mais de 220 alunos do 4° e do 5° ano matriculados nas unidades de ensino selecionadas.

“A nossa prioridade, este ano, foram as escolas da zona rural. Participam a Escola Municipal Luzia Margarida Pinto, a Dom Avelar Brandão Vilela, a Escola Princesa Leopoldina e a Escola Municipal Maria de Lourdes Santos. A intenção, futuramente, é abarcar outras unidades, ampliar as propostas”, pontuou Márcia Santos.

Foto: Divulgação/SEDUC

Entre as atividades previstas pelo programa, estão oficinas, palestras, visitas, dinâmicas e a intenção, segundo a coordenadora de ações socioeducativas, é finalizar as intervenções do programa com uma trilha ecológica junto aos alunos.

Além da Secretaria Municipal de Educação (SEDUC), que tem intermediado o diálogo com o Grupo Petrópolis, a iniciativa conta também com a participação efetiva da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Meio Ambiente (SEDEA), que deve agregar às ações com experiências realizadas através do programa “Alagoinhas 3+”, cujas propostas têm como foco a promoção de práticas profícuas no âmbito municipal.

De acordo com a SEDEA, é unindo esforços, ampliando as parcerias, multiplicando o conhecimento e envolvendo a comunidade que se poderá vislumbrar outras formas de se pensar o meio ambiente.

Para o programa iniciado e a formação realizada esta semana, o ponto de partida é a educação.

“Desde 2017, estreitamos os laços e abrimos as portas das escolas para o programa. Esse projeto vem como uma forma de contribuir e fortalecer as práticas sustentáveis. O despertar de consciência sobre os recursos naturais, a fauna, a flora e a preocupação com a água são vitais. A educação em que nós acreditamos deve estar atenta a refletir sobre seu papel na sociedade. Então essa preocupação latente com a sustentabilidade nunca se fez tão necessária e fundamental. Precisamos discutir desde cedo o cuidado com o meio ambiente. É caminhando lado a lado que vamos avançar”, acrescentou a diretora pedagógica da Secretaria Municipal de Educação, Keite Lima, que também participou da formação.

O secretário de educação, Tácio Lobo, ressaltou que a receptividade dos professores, coordenadores pedagógicos e diretores das escolas selecionadas foi um ponto muito positivo para a discussão do plano de ação e a SEDUC informou que mesclando conhecimento técnico, metodologias da educação, conceitos da área ambiental e práticas de promoção à saúde, o programa deverá gerar resultados positivos e multiplicadores.

A iniciativa do Grupo Petrópolis em parceria com a Prefeitura conta com consultoria da empresa ARCADIS, que atua, entre outros segmentos, com a criação de soluções sustentáveis para os desafios propostos. A formação desta semana foi mediada pela facilitadora Melissa Castro e o coordenador de meio ambiente do Grupo Petrópolis, Rodrigo Dias, deve direcionar os novos encaminhamentos.

As ações previstas, segundo a SEDUC, serão desenvolvidas a partir de agosto nas unidades de ensino contempladas.

COMPARTILHAR

Deixe uma resposta