Uma operação de inspeção da Coelba, com apoio da Polícia Militar e do Departamento de Polícia Técnica do Estado (DPT), no povoado Jazida 7, no município de Juazeiro, identificou uma rede elétrica clandestina, construída fora dos padrões estabelecidos pelo setor e à revelia da Concessionária de energia.

A rede ligava mais de 12 unidades consumidoras do local, de forma irregular, sem qualquer tipo de segurança, e com grande risco de acidente para a população. Todas as unidades foram desligadas e a rede foi retirada.

As fraudes somam mais de 230 mil reais e a Coelba estima que o desvio de energia tenha gerado uma perda total de 1.000.000 kWh (kilowatt-hora), energia suficiente para abastecer o município de Sobradinho durante 15 dias.

A concessionária ressalta que o furto de energia é crime, sujeito às penalidades do artigo 155 do Código Penal Brasileiro, cuja pena pode alcançar até oito anos de reclusão. Além de representar riscos de acidentes graves à população, a energia furtada é paga por outros consumidores, através do repasse na tarifa de energia.

Comentários

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui