Foto: Divulgação SMTT

Na tarde desta segunda-feira (18), deu-se início a programação da Semana Municipal da Vida no Trânsito, organizada pela Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT) e pela Secretaria de Educação (SEDUC), com apoio da Secretaria de Saúde(SESAU), e de Cultura Esporte e Turismo(SECET), Guarda Municipal, Polícia Rodoviária Federal, Exército, Guarda Municipal, motociclistas e jipeiros, SAMU, DETRAN, 4º Batalhão da Polícia Militar e Colégio da Polícia Militar Carlos Rosa.A ação antecede o dia 25 de março, data em que é celebrado o Dia Nacional do Trânsito.
Prevista pela Lei Municipal do Trânsito Nº 2396, sancionada em 07 de Dezembro de 2017, com a finalidade de conscientizar crianças, jovens e adultos sobre a necessidade de práticas ações corretas, que proporcionem segurança no trânsito e que forneça subsídios para que se tornem agentes multiplicadores da Educação, o evento foi aberto com um desfile de viaturas pelo centro da cidade.
Seguindo com as ações do primeiro dia, foi realizada uma conferência na Faculdade Santíssimo Sacramento, que debateu sobre o respeito às leis de trânsito e preservação da vida, enfatizando o fato de que esta é uma causa de todos, visto que o Brasil é o quinto país no ranking mundial em mortes no trânsito.

Foto: Roberto Fonseca

As palestras ficaram por conta da Chefe Substituta da Seção de Operações da Superintendência Regional da Polícia Rodoviária na Bahia, Janaína Cavalcante, que trouxe o tema ” No Trânsito, o sentido é a Vida”, da Psicóloga e Especialista em Saúde Mental, Simone de Souza, que discorreu sobre “Transtornos do Estresse Pós-Traumático”, e do subtenente do Batalhão da Polícia Rodoviária Estadual, Alex Cunha Oliveira, que fez uma apresentação sobre “ Consequências e Atitudes no Trânsito”. Na oportunidade, o subtenente também apresentou ao público o projeto “Crescendo no Trânsito”. ” O Brasil era o primeiro país no ranking de acidente de trânsito e a partir de 2013, com a chegada da resolução 432/2013 e da Lei Seca, o índice diminui de 50 mil para 34 mil pessoas que morrem por ano, fazendo o Brasil cair do 1º para 5º lugar no ranking de mortes no trânsito”, informou Alex Cunha.

Foto: Roberto Fonseca

“A municipalização do transito é um grande avanço porque temos mais uma oportunidade de falar sobre o tema durante o ano, pois a educação para o transito é uma grande ferramenta para reduzir os acidentes. Nos últimos anos estamos reduzindo com a inserção do debate nas escolas e nas empresas e isso torna o transito mais falado, gerando a conscientização. As atividades levantam a importância de preservar a vida, e para isso, precisamos da união de todos, e a equipe da PRF está muito feliz em participar deste projeto, que mais uma vez, uniu diversas instituições, em prol da vida”, disse a Policial Rodoviária Federal, Michele Alencar.

Foto: Roberto Fonseca

O secretário da Educação Tacio Lobo, destacou integração das entidades e setores do munícipio e a importância da Educação para o trânsito dentro das escolas. “Os ensinamentos sobre educação no trânsito devem começar nas séries iniciais e aliar teoria e prática. Isso contribui para transformá-las em cidadãos mais conscientes e preparados para enfrentar a vida e o trânsito”, afirmou o secretário. “Somente com ações conjuntas poderemos melhorar esta realidade na qual a maioria das vítimas são muitos jovens, e este ano, teremos palestras e atividades em 20 unidades da nossa rede”, completou Tácio Lobo.

“Os dados estatísticos mostram índices preocupantes, de forma que é muito importante que durante essa semana a população participe o máximo possível destas atividades para que haja uma maior conscientização da necessidade de mudança de comportamentos e preservação da vida”, afirmou o superintendente da SMTT, Raimundo Nonato.”Por meio de um trabalho perene e sistemático, a prefeitura de Alagoinhas tem desenvolvido a Educação para o Trânsito com palestras periódicas para a comunidade e blitzes de alcoolemia , em parceria com outras instituições, e durante a Semana Municipal da Vida no Trânsito, que segue até o dia 22 de março, haverá uma intensificação destas atividades com palestras e atividades educativas em escolas, empresas e para a comunidade em geral”, salientou o superintendente.

Foto: Roberto Fonseca

A conferência contou, ainda, com o depoimento emocionante de Leandro Brandão, 34 anos, que hoje é cadeirante por conta de um acidente de trânsito em Alagoinhas quando tinha apenas 21 anos. Em seu relato, Leandro falou da grande mudança em sua vida e na dos seus familiares por conta do acidente e destacou a importância do respeito às regras no trânsito.

Foto: Roberto Fonseca

 

Comentários

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui