O técnico Arnaldo Lira vibrou com a classificação do Atlético de Alagoinhas para a semifinal do Campeonato Baiano. O Carcará bateu o Jacuipense por 3 a 2 no último domingo (17), no Carneirão, pela nona rodada e terminou a primeira fase na segunda colocação com 16 pontos.

“A gente está acostumado a ganhar aqui na Bahia. E eu peguei uma tabela totalmente desfavorável de tudo. Time que veio da segunda divisão, tabela ridícula… Olha, o time que caiu que foi o Jequié não fez dois jogos seguidos em casa junto com o Atlético. O Jequié caiu, era para o Atlético cair também, mas rebaixava um. Mas graças a Deus Graças a Deus na reta final a gente conseguiu. O elenco é muito reduzido, só tinha 21 jogadores no banco e três eram goleiros. A gente tinha quatro jogadores importantes fora, Vicente, Alysson, Alexandre e o Rafael Granja. E para esse jogo ainda perdi o Hercules. O elenco é reduzido, então vamos ver se conseguimos recuperar alguém”, afirmou em entrevista.

Na semifinal, o Atlético de Alagoinhas vai enfrentar o Bahia, que ficou em terceiro. Por ter melhor campanha, o Carcará tem a vantagem de jogar o duelo da volta em casa. Lira apontou o Tricolor como favorito ao título, mas destacou a irregularidade do gigante da capital. Para ele, um bom desempenho da sua equipe no primeiro embate será crucial para levar a decisão para o Carneirão.

“Desde o início da competição, eu sempre achei que o Bahia era o time que tinha mais condições para ser campeão. O problema é que o Bahia alterna muito, joga um jogo bom, outro mais ou menos, um ruim… Vai depender muito do dia deles”, disse. “O jogo é aqui em casa. Se fizermos um jogo bom lá, vamos decidir aqui. Temos que fazer um jogo bom lá”, finalizou.

Comentários

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui