O técnico Arnaldo Lira vibrou com a classificação do Atlético de Alagoinhas para a semifinal do Campeonato Baiano. O Carcará bateu o Jacuipense por 3 a 2 no último domingo (17), no Carneirão, pela nona rodada e terminou a primeira fase na segunda colocação com 16 pontos.

“A gente está acostumado a ganhar aqui na Bahia. E eu peguei uma tabela totalmente desfavorável de tudo. Time que veio da segunda divisão, tabela ridícula… Olha, o time que caiu que foi o Jequié não fez dois jogos seguidos em casa junto com o Atlético. O Jequié caiu, era para o Atlético cair também, mas rebaixava um. Mas graças a Deus Graças a Deus na reta final a gente conseguiu. O elenco é muito reduzido, só tinha 21 jogadores no banco e três eram goleiros. A gente tinha quatro jogadores importantes fora, Vicente, Alysson, Alexandre e o Rafael Granja. E para esse jogo ainda perdi o Hercules. O elenco é reduzido, então vamos ver se conseguimos recuperar alguém”, afirmou em entrevista.

Na semifinal, o Atlético de Alagoinhas vai enfrentar o Bahia, que ficou em terceiro. Por ter melhor campanha, o Carcará tem a vantagem de jogar o duelo da volta em casa. Lira apontou o Tricolor como favorito ao título, mas destacou a irregularidade do gigante da capital. Para ele, um bom desempenho da sua equipe no primeiro embate será crucial para levar a decisão para o Carneirão.

“Desde o início da competição, eu sempre achei que o Bahia era o time que tinha mais condições para ser campeão. O problema é que o Bahia alterna muito, joga um jogo bom, outro mais ou menos, um ruim… Vai depender muito do dia deles”, disse. “O jogo é aqui em casa. Se fizermos um jogo bom lá, vamos decidir aqui. Temos que fazer um jogo bom lá”, finalizou.

Publicidade 3

Comentários

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui