Com uma festa conhecida em todo o mundo, Salvador recebe 800 mil turistas neste Carnaval. O resultado dessa movimentação é a alta procura por hospedagem na capital, que atinge a média de ocupação de 97% na rede hoteleira, composta por 40 mil leitos. As regiões de destaque são os bairros próximos aos circuitos da folia, onde muitos hotéis operam com capacidade máxima.

Para o secretário estadual do Turismo, Fausto Franco, estes dados são muito positivos para o período, fruto do esforço que o governo estadual tem feito para fortalecer o Turismo.  Demonstram, por outro lado, que a Setur deve implementar um modelo de trabalho intensivo, com o objetivo de combater a sazonalidade.

“Uma das ações já programadas é a de promoção do destino Bahia nos principais polos emissores, visando à atração de visitantes o ano inteiro. Setur e Bahiatursa estão bem articuladas para atuar com eficiência e velocidade”, explica Franco.

Presidente da Federação Baiana de Hospedagem e Alimentação (FeBHA), Sílvio Pessoa comemora o alto desempenho da hotelaria. “O clímax do verão é o Carnaval. Desde o dia 20 de dezembro a cidade está lotada. Janeiro foi uma excelente alta estação e fevereiro é o melhor desde 2012”.

O grande grupo de turistas em Salvador no Carnaval inclui principalmente baianos de outros municípios, paulistas, mineiros, cariocas e brasilienses. Cerca de 10% desse público é formado por estrangeiros, especialmente argentinos, espanhóis, italianos, franceses, alemães e norte-americanos.

Proximidade – Com 100% de ocupação, o Monte Pascoal Praia Hotel, na Barra, oferece vista privilegiada para o desfile dos trios no circuito Dodô (Barra/Ondina). A piscina é o local mais badalado do meio de hospedagem, que recebe turistas estrangeiros franceses, argentinos, uruguaios e chilenos, por exemplo, além de brasileiros de diversos estados.

“Temos gente de todas as regiões, a exemplo do Pará, Minas Gerais, Sergipe, Mato Grosso e Brasília. Temos hóspedes de Salvador optando por ficar mais perto da festa. Quem está aqui não precisa fazer mais nada, já está no meio do Carnaval”, disse a recepcionista Fernanda Magalhães.

Em pleno Campo Grande, ponto de partida do circuito Osmar, o Wish Hotel da Bahia (284 leitos), registra ocupação média de 99% neste Carnaval. O meio de hospedagem oferece serviços para comodidade dos clientes, como reforma de abadás e salão de beleza.

No entanto, a supervisora de recepção Maíra Delduque credita os bons resultados principalmente à proximidade da festa e à qualidade do hotel, que está hospedando brasileiros de São Paulo, Pernambuco e Minas Gerais, além de estrangeiros da Argentina, Portugal, Espanha e Estados Unidos, por exemplo.

Comentários

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui