O jornalista Ricardo Boechat, 66 anos, morreu na queda de um helicóptero na manhã desta segunda-feira em São Paulo. A informação foi confirmada pelo governo do estado, após ser divulgada inicialmente pela coluna Radar, da Revista Veja.

Boechat pegou o helicóptero por volta das 11h50, depois de uma palestra em Campinas. Ele retornaria a São Paulo e pousaria no Grupo Bandeirantes por volta das 12h15. 

“Depois de alguns minutos conseguimos a confirmação do prefixo do helicóptero caiu e o número batia. Era o helicóptero do Boechat. É com profunda tristeza que nós informamos aqui na Band News que o nosso âncora de todas as manhãs, Ricardo Boechat, estava a bordo desse helicóptero”, disse Sheila Magalhães, diretora da Band News, emocionada ao dar a notícia.


O helicóptero caiu sobre um caminhão por volta do meio-dia, logo abaixo do quilômetro 7 do viaduto do Rodoanel, no sentido rodovia Castelo Branco, próximo ao pedágio Jabaquara. Pelo menos outra pessoa morreu na queda.



Jornalista foi para Campinas falar em evento de empresa (Foto: Reprodução/Twitter)

Segundo informações do Corpo de Bombeiros, o acidente aconteceu por volta de 12h15. Felipe Arcangi, que passava próximo ao local, disse à Band que viu a queda da aeronave. Ele contou que teve a impressão que o helicóptero tentou pousar no chão, desviando do viaduto. “Liguei pro 190 assim que vi o acidente”, conta.

A CCR Rodoanel Oeste informou ao G1 que uma terceira pessoa ficou ferida por causa do acidente. Os bombeiros informaram que 11 viaturas foram deslocadas para o local para o resgate.

A aeronave era um Bell Helicopter, fabricado em 1975, com capacidade para cinco pessoas – um piloto e quatro passageiros.

Foto: Reprodução

O jornalista apresentou pela manhã seu último programa na Band News. No editorial que abriu o programa, ele falou das mortes recentes em tragédias no Brasil.

A apresentadora Carla Bigato, que anunciou o acidente na Band News sem saber que Boechat estava no helicóptero, anunciou após a confirmação da morte do colega que a rádio sairia do ar por enquanto. Uma vinheta tocou por um tempo e depois a notícia da morte de Boechat foi repetida. “Cara, que ironia. Ouvi a notícia da queda do helicóptero na bandnews por volta de 12:15 através da Carla Bigato, que faz o programa da manhã com o Boechat. Ela não podia imaginar que ele seria uma das vítimas. Deve estar arrasada. Estou triste demais”, escreveu no Twitter Eugenio Leal, comentarista da Fox News.

Âncora do Jornal da Banda e da BandNews FM, Boechat teve passagens pelos principais jornais do país, como “O Globo”, “O Dia”, “O Estado de S. Paulo” e “Jornal do Brasil”. Ele ganhou três prêmios Esso e é o único jornalista a vencer em três categorias do Prêmio Comunique-se (Âncora de Rádio, Colunista de Notícia e Âncora de TV). Também foi eleito o jornalista mais admirado na pesquisa do site Jornalistas&Cia em 2014, que elencou os 100 principais profissionais do mercado.

O jornalista deixa seis filhos: Paula, Bia, Rafael, Patricia e as pequenas Valentina e Catarina.

Publicidade 3

Comentários

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui