Levantamento divulgado hoje (6) pela coluna Satélite, do Jornal Correio, aponta que quase 60% das sessões ordinárias realizadas pela Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) em 2018 foram encerradas por falta de quórum, ou seja, um número mínimo de deputados no plenário.

Dos 98 encontros realizados ao longo do período, 57 acabaram por não terem a quantidade mínima para a continuidade de uma sessão, que é de 21 parlamentares, o que representa um terço do total de 63 deputados estaduais. 

Além disso, diz a coluna, 12 sessões terminaram por não haver orador. Nesse caso, a reunião era discursiva, mas terminava por não haver mais parlamentares inscritos para falar. O levantamento conclui também que, por isso, apenas 29 encontros terminaram com quórum mínimo.

FONTEMetro 1
COMPARTILHAR

Deixe uma resposta