Publicidade 2
Foto: Sandra Travassos/ AL-BA

A Assembleia Legislativa da Bahia está na mira do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf). Segundo a coluna Satélite, do jornal Correio, o órgão remeteu para o Ministério Público, Polícia Federal e  Receita um relatório que aponta “movimentações atípicas” nas contas de assessores parlamentares e servidores lotados em gabinetes e setores do legislativo estadual. 

De acordo com a publicação, o documento lista transações bancárias realizadas por ocupantes de cargos comissionados, cujo montante seria incompatível com o patrimônio e a remuneração dos titulares das contas.

Os nomes citados no relatório, que abrange o período entre abril e setembro de 2018, estão sob sigilo.

2 1

Deixe uma resposta