Publicidade 2

Depois de reinaugurar o Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) do Parque Floresta, na manhã desta quarta-feira (19), a Prefeitura entregou, às 16h, as novas instalações que abrigarão os serviços da Vigilância em Saúde do município.

O prédio, que há anos aguardava por uma reforma, foi totalmente requalificado pela Administração Pública Municipal, que investiu mais de R$ 183 mil reais de recursos próprios para garantir uma estrutura adequada, com instalações elétricas, novas salas e ambientes climatizados para abrigar o serviço.

A Vigilância em Saúde (VISAU) – que engloba controle de zoonoses, epidemiologia e regulação sanitária – conta agora com salas separadas para vacinação infantil e adulto, espaço para coleta de exames e testes diagnósticos rápidos, consultórios de enfermagem, sala para administração de medicamentos e depósito central de vacinas.

O prédio de 2 andares foi totalmente reestruturado pela gestão, em mais uma iniciativa que prioriza a cobertura em saúde.

“Aquele prédio, que é importante, central, ao longo dos anos, foi se deteriorando, com problemas de estrutura. Praticamente foi uma reconstrução, com recursos próprios do município. Há muito o que se fazer, mas, nesse curto espaço de tempo em que estivemos à frente da gestão, não descansamos sequer um dia para que essas ações pudessem ser efetivadas”, enfatizou Moacir Lira.

A diretora da Vigilância, Catarina Dantas, ressaltou que a obra era muito aguardada pelos profissionais do setor. Ela enfatizou que, enquanto órgão fiscalizatório destinado à promoção da saúde, a Vigilância deve oferecer, ao usuário, um espaço que contemple as necessidades do serviço prestado.

A coordenadora da Vigilância Sanitária, Jaqueline Santana, falou sobre a importância do investimento e avaliou positivamente a iniciativa. “Trabalho na VISAU desde 2001 e, depois de 17 anos trabalhando, de aluguel em aluguel, de um local para outro, temos hoje uma grande com um sonho realizado”, acrescentou.

O prefeito Joaquim Neto relembrou o período em que o prédio abrigava outras estruturas, discursou sobre as mudanças efetivas que têm sido realizadas e aproveitou a oportunidade para anunciar a reforma também do espaço de endemias, anexo à área requalificada da VISAU.

“Estou muito feliz com mais essa entrega. O intuito é que as pessoas da nossa cidade tenham um local mais confortável e mais digno de se trabalhar. E, com essa solenidade, autorizo oficialmente a reforma do setor de endemias. Sou do tempo em que ali, onde ficam os agentes de endemias, era uma rodoviária. Desde que eu assumi, estamos requalificando as estruturas, inclusive de todo o centro de Alagoinhas. Fizemos um novo asfalto, um novo terminal coletivo, estive essa semana com o diretor do Hemoba, conversando sobre esse prédio antigo do Hemoba, e vamos fazer mais. Vamos abrir esse calçadão, vamos inaugurar a estação de transbordo, vamos asfaltar aqui na frente, então vai ser mais um local de mobilidade, com um equipamento de qualidade para a população”, garantiu o gestor.

Segundo ele, as intervenções feitas no local devem aprimorar o atendimento em um espaço mais amplo, com melhor infraestrutura e fácil acesso à população.

A SESAU destacou que a VISAU lida diariamente com prevenção e controle de doenças transmissíveis, verificação de fatores de risco, saúde ambiental, saúde do trabalhador e análises de situações de saúde e enfatizou a importância do órgão e o comprometimento dos profissionais que prestam diariamente estes serviços.

A 2ª etapa das obras, com a requalificação do prédio que abriga o setor de endemias, deve ser entregue já no primeiro semestre de 2019.

Deixe uma resposta