Foto: Reprodução / Verdinho Itabuna
Publicidade 3

Cerca de 20 cidades baianas que sofrem com as chuvas podem ter os decretos de emergência reconhecidos pelo Estado. Em Nova Canaã, no Médio Sudoeste, cidade que postula o decreto, uma ponte cedeu nesta terça-feira (11). Neste período de chuvas que ocorrem no estado, o caso mais grave ocorreu em Coaraci, no sul baiano, onde três pessoas morreram após o carro onde estavam cair em um barranco (ver aqui). Um homem também veio a óbito em Macarani, após ser sugado por um bueiro (clique aqui).

Segundo o coordenador da Defesa Civil estadual (Sudec), Paulo Sérgio Luz, o estado deve prestar apoio para ajudar desabrigados e na reconstrução de acessos a comunidades isoladas. “A gente está avaliando todos os municípios porque a chuva atingiu todo o estado. Aqueles municípios mais afetados que tiveram acessos comprometidos que impedem passagem de ambulância e transporte escolar, por exemplo, nós vamos priorizar”, disse o coordenador da Sudec ao Bahia Notícias.

Além de Coaraci, Macarani eNova Canaã, estão em vias de ter o decreto de emergência reconhecido pelo estado os municípios de Camacã

; Dário Meira [rio Gongogi transbordou e pessoas ficaram desalojadas];  Entre Rios [enxurradas e várias casas danificadas]; Ibiracaí [muita chuva, enxurradas e desalojados]; Itamaraju [cheia do rio Jucuruçu] e Iuiu [estradas afetadas].

A lista ainda tem Jacobina [choveu 130 mm em poucas horas, estragos nas ruas]; Jucuruçu [oito dias de chuvas, estradas e pontes destruídas];  Mairi [enxurradas]; Malhada [estradas e pontes danificadas que dão acesso a zona rural]; Maonel Vitorino [270 mm em seis dias chuva (volume previsto para seis meses]; Milagres [pavimentação castigada]; Mucuri [alagamentos]; Nova Viçosa [alagamentos e enxurradas]; Tanhaçu [uma ponte caiu no acesso à localidade de Conceição]; Teofilândia [água invadiu casas] e Itabela [vendaval].

FONTEBahia Notícias
COMPARTILHAR

Comentários

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui