Publicidade 2
Ex-deputado federal Luiz Argôlo – Reprodução

O ex-deputado Luiz Argolo teve o pedido de fatiamento da dívida de R$ 1,9 milhão em 152 vezes negado pela Justiça Federal do Paraná. Ele também permanecerá preso. A informação é da coluna Satélite, do jornal Correio.

A juíza Carolina Moura Lebbos justificou que o político não conseguiu provar a necessidade do parcelamento da dívida por ainda manter patrimônio avaliado em R$ 1,5 milhão. 

Atualmente, Argolo cumpre pena na Penitenciária Lemos de Brito, no Complexo da Mata Escura, em Salvador, após ser preso na Operação Lava Jato.

2 1

Deixe uma resposta