Publicidade 2
Foto: Divulgação/ Sindpoc

O Ministério Público do Trabalho (MPT) encaminhou, nesta sexta-feira (7), uma notificação à Secretaria da Segurança Pública do Estado da Bahia (SSP-BA) para que informe as providências que adotará em relação às condições precárias da sede da Coordenadoria de Polícia do Interior de Ilhéus (7ª Coorpin).

O imóvel onde funciona a unidade policial foi vistoriado a pedido do MPT pelo Núcleo de Saúde do Trabalhador da Vigilância Sanitária de Ilhéus e pelo Corpo de Bombeiros. Os relatórios apontam uma série de irregularidades que põem em risco a saúde e a integridade física dos funcionários que trabalham no local.

O procurador André Magalhães, responsável pelo inquérito que apurar as falhas no meio ambiente de trabalho na unidade, informou que a notificação, também dirigida ao delegado que chefia a Coorpin Ilhéus, estabelece prazo de 15 dias para que o Estado se manifeste sobre que medidas adotará para corrigir os problemas apontados nos relatórios de Inspeção produzidos pela Vigilância Sanitária e pelo Corpo de Bombeiros.

Em Salvador, conforme o Ministério Público do Trabalho, a SSP-BA já informou que irá realocar a sede do DHPP, que apresenta uma série de problemas estruturais, para o Vale do Ogunjá.

O Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA) também tem uma ação judicial em curso na Vara da Fazenda Pública sobre a unidade em Ilhéus.

Deixe uma resposta