Publicidade 2

Marcos Aurélio Carmo Rocha, 53 anos, foi preso na tarde desta quarta-feira (28) exercendo ilegalmente a profissão de cirurgião-dentista no município de Bom Jesus da Serra. Após denúncias, a equipe de fiscalização do CRO-BA com o apoio da Polícia Militar, chegou até o endereço. O falso médico não atendia ninguém no momento, mas confessou a prática do exercício ilegal da Odontologia há 15 anos.

Para Dr. Carlos Dourado, presidente da Comissão de Fiscalização do CRO-BA, quem é autuado em crime que coloca em risco a saúde da população deve sofrer penalidade maior a que ora se atribui a pratica do exercício ilegal. Segundo ele, a classe odontológica aguarda a aprovação do projeto de lei 3063/08 que em seu texto original agrava a pena de reclusão de 2 a 6 anos e multa, punindo com efetividade aquele que exercer ilegalmente a profissão de cirurgião-dentista.

O estabelecimento foi interditado por falta do registro profissional e falta do alvará sanitário.

Deixe uma resposta