Publicidade 2

Os advogados do ex-deputado Luiz Argolo querem usar o caso do ex-parlamentar André Vargas – também alvo da força-tarefa e solto no mês passado-, para resolver o impasse em torno do parcelamento da dívida dele e tentar a liberdade do baiano. A informação é do Correio.

Argolo quer a divisão do débito de R$ 1,9 milhão em 152 vezes. No entanto, a Justiça Federal tem seguido o entendimento do Ministério Público Federal (MPF) de que o ex-deputado tem condições de quitar à vista.

O novo pedido foi feito pela defesa no último dia 13. Vargas foi solto após parcelar a dívida de R$ 1,1 milhão em 72 vezes. “Há claramente uma situação de absurdez, na medida em que há um tratamento desigual entre partes iguais”, argumentam os advogados na petição, que ainda não foi julgada pela Justiça Federal.

Deixe uma resposta