Publicidade 2
Prefeitura de Alagoinhas
Prefeitura de Alagoinhas

Quem precisou de algum serviço da Prefeitura de Alagoinhas na sexta-feira e hoje deu com os burros n’água. O Decreto Nº 4.983/2018, publicado no Diário Oficial do Município em 14 de novembro de 2018, determinou ponto facultativo na última sexta-feira, um dia após o feriado da Independência 15, e nesta segunda (19), véspera do feriado – no setor público -, do Dia da Consciência Negra.

Isso gerou um vácuo de cinco dias sem nenhuma atividade laboral na administração, bom para os servidores, que já gozam de inúmeros benefícios que os trabalhadores do setor comercial não gozam, mas ruim para quem quer empreender.

Muitos desavisados, um deles um empresário de Sergipe que quer legalizar uma empresa na cidade, estava no estacionamento da prefeitura cheio de papeis nas mãos, mas deu de cara com a porta fechada.

Informado de que era ponto facultativo, ele argumentou que na sexta-feira lhe disseram a mesma coisa. “Agora vai dar tudo certo, pois hoje é segunda-feira e, certamente, os funcionários virão trabalhar”, disse o empresário, que pretende desistir do negócio que planejava instalar na cidade, mas precisava retornar a Aracaju o quanto antes.

“Tive um prejuízo enorme, pois estou aqui desde quinta-feira à noite, madruguei na porta da prefeitura e nada, chego hoje e não encontro ninguém, meu Deus”, desabafou o empresário.

Ele não quis entrar em detalhes de seu empreendimento, mas pessoas que já haviam conversado com ele disse ser do setor cerâmico. É mais uma empresa que vai embora de Alagoinhas.

Seis dias sem a administração funcionando gera um prejuízo enorme para a arrecadação do município. Além do empresário sergipano, muitos alagoinhenses podem ter precisado tirar uma segunda via de documento de arrecadação municipal ou qualquer outra demanda que gerasse bônus ao município. Resta saber se esses pontos facultativos estão previstos na Lei, pois o município tem limites para usar o Decreto que criou o mecanismo.

Deixe uma resposta