Publicidade 2

A notícia do cancelamento do concurso da Alba não deve ser motivo de desestímulo para ninguém. Até porque estão previstas a abertura de mais de 280 mil vagas em novos concursos em nível nacional previstos para o final deste ano ou até o primeiro semestre de 2019.
Entre eles merecem destaque as seleções para o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes(DNIT), do IBGE, INSS, TRT, com vagas para os níveis médio e superior; e do da PRF, com possibilidade de lançamento de edital até a próxima semana.
Enquanto as definições não ocorrem, a orientação do advogado e coach de concursos André Malheiros é a de se aprofundar nos estudos, encarando a rotina de preparação como um trabalho com planejamento e rotinas bem definidas e cumpridas com o maior rigor.
“Hoje, a preparação é profissionalizada, por isso mesmo, o concurseiro precisa se preparar como se estivesse no ambiente de trabalho, sem faltar nenhum dia”, sugere.

 Conhecimento específico 
O professor também lembra que as seleções de cada uma dessas carreiras costuma cobrar do futuro servidor o conhecimento que ele executará nas suas funções, por isso mesmo, é importante realizar um estudo direcionado em disciplinas específicas.
“Quem fizer o concurso para o INSS, por exemplo, precisa focar em Direito Previdenciário. O concurso para a PRF exigirá conhecimento na legislação de trânsito e no poder de polícia do Estado”, esclarece. Malheiros destaca que questões sobre Direito Constitucional e Administrativo têm aparecido constantemente, exigindo que os candidatos se debrucem sobre essas duas disciplinas com mais afinco.
André Malheiros ressalta também que a língua portuguesa tem sido um diferencial nas avaliações. “Os candidatos apresentam muitas dificuldades em virtude das deficiências na formação escolar, por isso mesmo as provas têm cobrado as questões de gramática e interpretação de texto”, esclarece.
Além da preparação do conteúdo, ele ressalta a necessidade de preparação emocional. Para tanto, a dica é treinar a realização de provas e estabelecer uma rotina diária de estudos para que o aluno simule no seu cotidiano o tempo e as dificuldades nos dias de prova.
Outra boa dica é dada pela nutricionista Sinara Menezes, que destaca que a importância de uma alimentação balanceada, com o aporte de nutrientes vindos dos mais diversos grupos alimentares, como fundamental para que o organismo responda melhor a essa etapa preparatória.  “O cansaço e a fadiga próprios das situações de estresse podem ser evitadas com uma dieta à base de alimentos ricos em vitaminas C, D e E, além de cabohidratos complexos, como as raízes”, diz.
PARA GABARITAR

Foco  Busque direcionar os estudos para as disciplinas e matérias exigidas no concurso que você fará.Língua portuguesa Gramática e interpretação de texto têm sido exigências na maioria das provas de concurso. Por isso mesmo, vale estudar e treinar questões

Direito  O Constitucional e o Administrativo estão presentes na maioria das provas e seleções. Então, invista tempo nesses assuntos

Disciplina  Mesmo sem editais, não perca tempo e comece a se preparar nas disciplinas mais gerais e que são exigências constantes nas provas de concurso

Planejamento  A concorrência é enorme e terá mais sucesso o candidato que planejar os estudos, estabelecendo rotinas diárias

Descanso  O rigor nos estudos não deve comprometer a saúde. Para tanto, busque praticar uma atividade física diariamente, entre 30 minutos e uma hora. Não descuide da alimentação, pois ela ajudará a manter o organismo e a concentração para os estudos.

Fonte: Correio 24h

Deixe uma resposta