Eleitor erra voto, agride mesária e tem prisão decretada no Pará

Publicidade 2

A Justiça Eleitoral do Pará pediu a prisão de um eleitor que filmou o voto na urna eletrônica e agrediu uma mesária. A situação aconteceu no bairro do Tenoné, em Belém. No vídeo, postado nas redes sociais, o homem acusa que a urna está fraudada após ele digitar o número 17 para eleger o candidato ao governo do estado e aparecer a mensagem de ‘Voto nulo’. Isso aconteceu porque, no Pará, não há candidato para governador com o número 17. Ele afirma que estava tentando votar para presidente. 

No vídeo, o homem ainda filma outras pessoas que estão na seção eleitoral e diz que “estão falsificando as urnas”. Uma mesária tentou alertar o eleitor que é proibido registrar o voto e foi agredida pelo rapaz. A Polícia Militar foi chamada, mas, segundo o Tribunal Regional Eleitoral, o eleitor se identificou como militar da reserva e não foi preso por motivos hierárquicos. 

A juíza Ana Patrícia Mendes, da 97ª Zona Eleitoral, determinou a busca do eleitor e que ele seja autuado em flagrante. Caso a prisão não seja realizada em 24 horas, um inquérito será instaurado com as informações que foram registradas em ata. 

Fonte: Correio 24h

Deixe uma resposta