Ex-prefeito é denunciado por suspeita de usar R$ 17 milhões da educação para pagar serviços de advocacia na BA

Publicidade 2

O ex-prefeito da cidade de Casa Nova, no norte da Bahia, Wilson Freire Moreira (PMDB) foi denunciado ao Ministério Público Federal (MPF) pelo Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) por suspeita de usar R$ 17 milhões da educação para pagar honorários de serviços de advocacia.

A verba desviada, conforme o órgão, foi do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério (Fundef). A denúncia foi feita pelo órgão em sessão realizada na terça-feira (16).

De acordo com o TCM, o dinheiro teria sido usado pelo prefeito para fazer os pagamentos advocatícios em 2015.

O tribunal ainda informou que multou o ex-gestor em R$ 30 mil e que o relator do processo no órgão, o conselheiro Raimindo Moreira, ainda determinou que a atual gestão de Casa Nova faça o ressarcimento à conta do Fundeb com recursos municipais.

O atual prefeito da cidade, Wilker Torres (PSB), informou que a administração atual não pode ser responsabilizada por pagamentos indevidos feitos pela gestão anterior e que está buscando a retificação do que foi divulgado pelo TCM.

A reportagem não conseguiu contato com o ex-prefeito Wilson Freire parar falar sobre o caso.

G1

Deixe uma resposta