PSL-BA não presta contas de 2017 e sigla de Bolsonaro tem direito cassado

Publicidade 2

O PSL da Bahia, partido que atualmente abriga o candidato à presidência Jair Bolsonaro, não prestou contas à Justiça Eleitoral, conforme decisão do desembargador Jatahy Júnior, que também atua no Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA), do dia 14 de outubro.

A legenda teve seu registro suspenso e também não irá receber mais recursos do Fundo Partidário. Em entrevista ao Bahia Notícias, o então presidente da sigla em 2017, o deputado federal eleito Marcelo Nilo, hoje no PSB, disse que prestou todas as contas. “Inclusive respondi a tudo que eles pediram na semana passada. Passei agora pra Toninho [atual presidente do PSL em Salvador] as provas”, disse. 

Hoje o partido é comandada por Dayane Pimentel, deputada federal eleita.

Fonte: BN

Deixe uma resposta