Bahia acumula prejuízo de R$ 8,3 bilhões causado pela seca

Publicidade 2

A Bahia acumulou prejuízo de R$ 8,3 bilhões por causa da seca entre os anos de 2016 e 2017. Segundo levantamento da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), o estado é o quarto com maior perda  causada por desastres naturais entre as 27 unidades da federação. Minas Gerais lidera, com R$ 14,4 bilhões de prejuízo provocado, principalmente, por chuvas e seca. Agricultura, pecuária e indústria foram os setores mais afetados pela seca na Bahia. Somente no primeiro semestre do ano passado, o prejuízo somado entre as três áreas chegou a R$ 2,9 bilhões. Somente este ano, a Bahia já tem mais de 200 municípios com situação de emergência decretada por conta da seca. 

O Nordeste foi o mais prejudicado, com pouco mais de 60% do total de R$ 71,4 bilhões de perdas em todo o Brasil entre 2016 e 2017. Segundo a CNM, os municípios são os mais afetados. “Se a  União continuar sem dar os devidos suportes técnico e financeiro nas ações de  prevenção e gestão de riscos, nossa população sofrerá com danos materiais e  humanos irreparáveis”, diz a entidade.

Entre os maiores
Entre 2003 e julho deste ano, a Bahia teve 3.026 decretos de situação de emergência reconhecidos pelo governo federal, a maioria por conta da seca. Em todo o Brasil, ao longo destes 16 anos, foram reconhecidos 32.121 desastres naturais. O estado mais afetado foi o da Paraíba, com 3.875 casos, seguido pelo Rio Grande do Sul, com 3.547. No primeiro caso, a seca foi a principal causadora dos decretos, enquanto no segundo foi a chuva. A Bahia tem o quinto maior volume de casos de situação de emergência reconhecidos pela União.

Brilho nos olhos
Uma província mineral descoberta recentemente no Sudoeste da Bahia pode ultrapassar a Serra dos Carajás e se tornar a maior do Brasil. A descoberta foi feita pelo empresário João Carlos Cavalcanti, que já levou o assunto ao presidente Michel Temer (MDB). Com reservas de minério de ferro, manganês, zinco, cobre e outros minerais, a província está concentrada em 32 municípios e tem área superior a 12 mil quilômetros quadrados. Segundo ele, apenas uma das jazidas localizada nos municípios Caitité, Ibipitanga e Ibitiara tem potencial para gerar uma receita de US$ 1,6 bilhão no primeiro ano. 

Glória!
A cidade de Jacobina, no Centro-Norte da Bahia, terá um dia para homenagear a mulher cristã. Ontem, o prefeito Luciano da Locar sancionou uma lei que cria o Dia da Mulher Cristã no Município de Jacobina, que será comemorado no primeiro domingo do mês de maio. A honraria já havia sido aprovada na Câmara de Vereadores local e foi publicada no Diário Oficial.

A zebra
Causou surpresa a eleição para deputado estadual do empresário Adalberto Rosa  Barreto, popularmente chamado de Dal, pelo PCdoB. Natural de Amargosa, Dal foi o mais votado do partido, desbancando nomes tradicionais como o ex-deputado Álvaro Gomes, e ficando à frente dos três parlamentares comunistas que já tinham mandato. 

Pílula
Errata – 
A Satélite errou ao publicar, ontem, citando a deputada estadual Fátima Nunes (PT) em uma batalha judicial com o prefeito de Euclides da Cunha, Luciano 

Pinheiro (PDT). O imbróglio é, na verdade, com a ex-prefeita e homônima Fátima Nunes (PSD), esposa do deputado federal José Nunes (PSD). 

Fonte: Correio 24h

Deixe uma resposta