Paradas sucateadas são problemas e risco em Alagoinhas

Publicidade 2

O forte sol ou a pesada chuva em Alagoinhas castigam mesmo quem precisa espera apenas poucos minutos nas paradas de ônibus pela chegada do coletivo. Nessas horas, a sombra e teto ofertados pela cobertura das paradas são a melhor opção. Ou será que não? Pontos de ônibus sucateados ou simplesmente inexistentes na cidade deixam grande parte da população, literalmente, sem cobertura.

É visível que as paradas de ônibus não passam por manutenção há um bom tempo: há muita sujeira, ferrugem, bancos quebrados, estruturas tortas. Em alguns casos, os locais estão tão depredados a ponto de colocar a população em risco. 

Abrigo de Ônibus no residencial Vila de São Pedro

Um desses casos é o da parada de ônibus localizada na Rua Brasil no Residencial Vila de São Pedro, no bairro do Mangalô. A estrutura que deveria servir como assento e cobertura para os passageiros no local está se desprendendo do chão, tombando em direção à pista, assustando quem passa pela local com o risco de queda (foto acima).

Estruturas sucateadas também são encontrados em outros pontos, como na avenida Dantas Bião, próximo à Praça Ruy Barbosa, onde o teto da parada de ônibus está tomado por buracos. “Não é difícil encontrar uma parada de ônibus quebrada na cidade, com um buraco no teto ou com o assento quebrado”, afirma a dona de casa Maria de Fátima.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Redação Se Liga Alagoinhas

1 COMENTÁRIO

  1. Não adianta colocar no lugar ou concertar se são os moradores da cidade não tem educação para preservar, só destroem.

Deixe uma resposta