Estudantes de Alagoinhas são premiados por projetos de iniciação científica em Santa Catarina

Publicidade 2

Estudantes da rede estadual de ensino estão se destacando nacionalmente por projetos de iniciação científica desenvolvidos em sala de aula, no âmbito do Projeto Ciência na Escola, da Secretaria da Educação do Estado.  

Neste sábado (22) dois projetos conquistaram premiações em 1º lugar e um em 2º lugar na 14ª edição da Feira Nordestina de Ciências e Tecnologia (FENECITE), em Recife, e na terceira edição da Feira Brasileira de Iniciação Científica (FEBIC), em Jaraguá do Sul, em Santa Catarina.

Estudantes do Colégio Estadual Deputado Luís Eduardo Magalhães, localizado no bairro Barreiro, em Alagoinhas, conquistaram o Prêmio de 1º lugar na categoria Destaque em Inclusão Social, na FEBIC. As estudantes do curso técnico em Recursos Humanos Adrielle Bispo dos Santos, 18, Islaine Medeiros Souza, 17, e Tailane Menezes, 18, com a orientação da professora Maria de Lourdes Ramos, receberam a premiação e o credenciamento para participar de uma feira científica na Argentina, em 2019, a partir do projeto “Da Escola para o Mundo – Potencializando Saberes”.

“Receber esta premiação é muito significativo, pois isso vai dar uma outra dimensão para o projeto, mostrando para a sociedade como ele é importante. Não esperávamos esta premiação, e está sendo gratificante ter o projeto reconhecido”, relata Adrielle. O projeto trabalha com jovens da escola e da comunidade local buscando ampliar a autoestima e a auto-realização através de atividades socioeducativas.

A professora Maria de Lourdes explica como funciona a iniciativa. “Convidamos para participar aqueles em condições de vulnerabilidade e os jovens que vêm apresentando dificuldades de aprendizagem, com acompanhamento psicopedagógico e a realização de diversas oficinas desenvolvidas por voluntários nos finais de semana, na escola, a exemplo das oficinas de música, boxe, arte-terapia, artesanato, dentre outras atividades lúdicas”, diz. Pelo seu caráter social e abrangência, já conquistou outros prêmios, tendo ficado entre os 11 melhores projetos do Brasil no Prêmio Criativos da Escola, do instituto Alana, entregue no Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro, em dezembro de 2017.

Deixe uma resposta