Estudantes de Poções, Ilhéus e Alagoinhas representam a Bahia em feiras científicas em Pernambuco e Santa Catarina

Publicidade 2

Os trabalhos científicos desenvolvidos pelos estudantes da rede estadual de ensino no âmbito do Projeto Ciência na Escola, da Secretaria da Educação do Estado, estão ganhando cada vez mais projeção nacional. Em Recife, no Estado de Pernambuco, estão sendo apresentados dois projetos de estudantes de Poções e Ilhéus, durante a 14ª edição da Feira Nordestina de Ciências e Tecnologia (FENECITE), iniciada na terça-feira (18), e que acontece até este sábado (22). Já em Jaraguá do Sul, em Santa Catarina, está acontecendo a terceira edição da Feira Brasileira de Iniciação Científica (FEBIC), iniciada na segunda (17), e que segue até esta sexta (21), com a apresentação de estudantes de Alagoinhas.

Na FENECITE, as estudantes Brizza Mota Correia, 17 e Bruna Palmeira Santos, 17, que cursam o Colégio Estadual Eurides Santana, localizado em Poções, apresentam o projeto “As nascentes do Rio das Mulheres: cuidar para não morrer”. “O nosso projeto visa a revitalização das nascentes do Rio das Mulheres através de ações de conscientização da população urbana e rural, além de palestras e participação em exposições agropecuárias e audiências públicas, quando discutimos sobre o assunto”, explicou Brizza Correia.

Outro projeto que está em exposição é o “Irrigador automático carregado através de uma bomba hidráulica (IACABH)”, criado pelas estudantes Gabriela da Silva e Raiane Damascena da Paixão, do Centro Estadual de Educação Profissão em Gestão e Tecnologia da Informação Álvaro Melo Vieira, localizado no município de Ilhéus.

Para as estudantes Adrielle Bispo dos Santos, 18, Islaine Medeiros Souza, 17, e Tailane Menezes, 18, que fazem o curso técnico em Recursos Humanos no Colégio Estadual Deputado Luís Eduardo Magalhães, localizado no bairro Barreiro, em Alagoinhas, a feira está ampliando seus conhecimentos. “Estamos apresentando o nosso projeto ‘Da escola para o mundo: potencializando saberes’, com o objetivo de melhorar a autoestima e autorrealização por meio de atividades socioeducativas como oficinas de violino e boxe”, afirmou a estudante Adrielle dos Santos.

Sobre as feiras – A FENECITE tem o objetivo de despertar nos alunos o interesse pela produção e o saber científico, através da construção de projetos de pesquisas no cotidiano escolar, além de laborar e introduzir propostas de intervenções, utilizando os conhecimentos desenvolvidos no cotidiano escolar. Já a FEBIC é um espaço para estudantes apresentarem ideias criativas e inovadoras na forma de projetos científicos, onde possam experimentar o fazer ciências. Visa a promoção da cultura científica, da experimentação, da disseminação e da popularização do conhecimento, instigando a criatividade, a inovação e o uso de novas tecnologias.

 

Fotos: Divulgação

Assessoria de Comunicação – ASCOM

Deixe uma resposta