Secretaria da Educação vistoria escolas e anuncia ações em Alagoinhas

Publicidade 2

Além de ter lançado o projeto Escolas Culturais no Colégio Modelo, nesta sexta-feira (14), o secretário da Educação, Walter Pinheiro, visitou outros quatro colégios estaduais localizados em Alagoinhas, onde autorizou novas ações, vistoriou os prédios e dialogou com a comunidade escolar. Cumprindo agenda de trabalho no município, Pinheiro esteve acompanhado de gestores do órgão central.

“Temos percorrido as escolas estaduais na capital e no interior, para conferir as reais necessidades de cada localidade e promover uma maior assertividade nas ações da Secretaria, tanto nas questões relacionadas à infraestrutura quando nas novas ofertas do eixo pedagógico”, destacou Pinheiro.

No Centro Territorial de Educação Profissional do Litoral Norte e Agreste Baiano, foi autorizada a climatização do auditório, a compra de equipamentos para cinco laboratórios e a reforma da rede elétrica. Segundo o superintendente de Educação Profissional e Tecnológica da Bahia, Durval Libânio, o secretário também anunciou a implantação do curso Superior em Tecnólogo, que deverá passar a ser ofertado na unidade.

Já no Colégio Estadual de Alagoinhas, Pinheiro conferiu o processo de implantação do projeto e-Nova Educação, em parceria com o Google. A unidade oferta a modalidade Educação de Jovens e Adultos (EJA), nos três turnos, e o projeto tornará as aulas ainda mais atrativas para os estudantes, em sua maioria moradores da zona rural e trabalhadores do comércio local. A escola foi contemplado com 25 Chromebooks e os e-mails dos estudantes já estão sendo validados para eles começarem a utilizá-los.

A comitiva de técnicos da Secretaria também esteve nos Colégios Estaduais Luiz Navarro de Brito e Brazilino Viegas, onde foram promovidos diálogos com estudantes e educadores sobre o novo perfil de oferta da rede estadual, com foco no fortalecimento do eixo pedagógico. Para a diretora do Colégio Luiz Navarro, Jocélia Novaes, o encontro foi produtivo. “É muito importante que o secretário veja in loco o trabalho que desenvolvemos e essa aproximação é essencial”, afirmou.

 

Deixe uma resposta