Vereadores de Alagoinhas querem instalação de CPI para investigar irregularidades na SMTT

Publicidade 2

Após os vereadores de oposição protocolarem um pedido de instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito(CPI) para investigar a responsabilidade de integrantes da gestão Joaquim Neto em um possível superfaturamento nos contratos de prestação de serviços de transportes escolar ocorrido na Secretaria de Educação (SEDUC), de Alagoinhas, nos anos de 2017 e 2018, agora foi a vez dos vereadores da base encabeçarem o pedido de instalação de uma outra CPI.

A base do prefeito Joaquim Neto, com a adesão dos dois vereadores oposicionistas do PT, protocolou na última sessão uma CPI para apurar supostas irregularidades na Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT), no que tange aos serviços de locação de veículos, contratos de aluguel, aplicação dos recursos oriundos das infrações de trânsito “multas”, dentre outros, no período de 2009 a 2018. Assinaram a instalação desta CPI os seguintes vereadores: Luciano Almeida(DEM), Jorge da Farinha(DEM), Ozeas Menezes(PRP), José Cleto(PTC), Juracy Nascimento(DEM), Raimunda Florêncio(PSD), Gode(PR), Luciano Sérgio(PT) e Thor de Ninha(PT).

A assinatura destes vereadores são suficientes para a instalação desta CPI que deve ocorrer já nos próximos dias.

A instalação de pelo menos duas outras CPIs também devem ocorrer nos próximos dias. De acordo com informações obtidas pelo site News Infoco, vereadores já se articulam para protocolarem CPIs que investigarão possíveis irregularidades na Secretaria Municipal de Saúde e nas obras de macro drenagem do Silva Jardim, ocorrida na gestão do ex-prefeito Paulo Cezar e que já é alvo de investigação da CGU.

Fonte: News InFoco

Deixe uma resposta