Estudantes da rede estadual são premiados na etapa estadual da Olimpíada Brasileira de Robótica

Publicidade 2
Foto: Divulgação

Estudantes do Centros Juvenis de Ciência e Cultura (CJCC) de Salvador conquistaram o “Prêmio Dedicação”, durante participação na etapa estadual da Olimpíada Brasileira de Robótica (OBR), realizada neste sábado (08), na Arena Fonte Nova. Estudantes da rede estadual da capital e do interior, participaram com 12 equipes montadas nos Centros Juvenis de Ciência e Cultura (CJCC) de Salvador, Itabuna, Barreiras e Vitória da Conquista, com 42 estudantes no total.

“Nosso robô foi composto de palito de picolé, para que a carenagem fosse bem leve e usamos também cola branca. Nosso professor Elton nos auxiliou no processo de produção. A programação foi toda realizada durante a nossa participação na última edição da Campus Party. O robô já estava em mente desde 2017, quando a gente jurou que ia ganhar a próxima edição de qualquer forma e aqui estamos recebendo esta premiação”, destacou o estudante Iago Oliveira Medeiros, que desenvolveu o protótipo ao lado do seus colegas Jaime Santos Neto, Ramon Silva Nascimento e Victor Vinicius Muniz Silva.

A Olimpíada tem como objetivo estimular os jovens às carreiras científico-tecnológicas, identificar jovens talentosos e promover debates e atualizações no processo de ensino-aprendizagem brasileiro. Seguindo o mesmo propósito com o seu público, o Centro Juvenil de Ciência e Cultura estimula e valoriza as ações fora da sala de aula, que impactam diretamente na vida escolar dos estudantes.

Os Centros Juvenis de Ciência e Cultura tem investido anualmente no desenvolvimento de capacidades em robótica, a partir da compreensão que os estudos nessa área são de fundamental importância para o desenvolvimento dos estudantes. “A primeira participação do CJCC na Olimpíada foi em 2015. Hoje, três anos depois, estamos presentes com 12 equipes, de quatro CJCC, envolvendo cinco professores e 42 estudantes. Divulgar a robótica, suas aplicações, possibilidades, produtos e tendências é uma forma de, também, estimular o interesse à tecnologia, lógica, física e programação, por isso vamos implantar CJCCs em todos os territórios de identidade da Bahia”, pontua o secretário da Educação, Walter Pinheiro.

 

Assessoria de Comunicação – ASCOM

Deixe uma resposta