Atletas de Alagoinhas disputam 25° Campeonato Brasileiro de Karatê Interestilos em Brasília

Publicidade 2

Com apoio da Prefeitura Municipal, através da Secretaria de Cultura, Esporte e Turismo (SECET), 30 atletas da Escola Dragões Karatê Clube saíram ontem (4) de Alagoinhas rumo à Brasília, onde devem representar a cidade no 25° Campeonato Brasileiro de Karatê Interestilos.

Incluindo Comissão Técnica, arbitragem e acompanhantes, a delegação de 44 pessoas entrou no ônibus nesta terça-feira com metas bem definidas: apresentar um bom desempenho, colocar em prática as técnicas desenvolvidas e emplacar bons resultados colocando em destaque a Bahia na capital federal.

“A Prefeitura todo ano apoia a gente com o transporte, que é o mais caro. Esse ano, estamos mais uma vez com essa parceria. É o principal evento do calendário do karatê brasileiro. A gente participa de várias classificatórias para poder estar almejando um campeonato internacional. O brasileiro é uma etapa fundamental para isso. É a última chance que a gente tem que classificar atletas para campeonatos internacionais”, destacou Ivan Júnior, professor e diretor da Federação Baiana de Karatê.

As disputas serão realizadas no Ginásio Nilson Nelson, nos dias 7, 8 e 9 de setembro e os campeões das categorias na modalidade estarão representando o Brasil no Open Internacional, que acontece simultaneamente em Brasília.

O prefeito Joaquim Neto esteve junto aos atletas antes da partida e enfatizou que a prefeitura vai continuar apoiando o esporte em todas as faixas etárias. “Me sinto realizado quando vejo esses meninos e meninas empenhados no esporte em que acreditam. Sou desportista, gosto do esporte e isso para mim é muito importante. É um orgulho para Alagoinhas ver hoje 30 atletas saindo para representar a nossa cidade em Brasília”, afirmou.

Enquanto os competidores se preparam para as chaves das disputas deste final de semana, quem fica por aqui aguarda, na expectativa, as boas notícias da capital. “Eu fico maravilhada, pedindo ao divino espírito santo que acompanhe, leve em paz e traga em paz. Não só ela, como todos”, comenta Dona Ivone Ribeiro, avó de Letícia Ribeiro que, aos 13 anos, viaja para mais uma competição.

Quem acompanha a atleta na viagem é a mãe, que se orgulha dos resultados já conquistados pela filha. “Eu fiquei feliz, porque, assim, quando eu era criança, eu que queria fazer e ‘painho’ não deixou, porque meu pai dizia que eu só escolhia ‘coisa de macho’. Tudo o que eu escolhia para ele era de macho. Quando ela se identificou, eu pensei assim ‘eita, vai fazer tudo o que eu queria!’. Ainda comecei a fazer aqui, sabe? Mas parei, porque tenho problema no ombro e no joelho, aí não aguento. Eu queria é que ela trouxesse umas 5 medalhas. Ela treina 3 vezes por semana. E quando ela não treina aqui, fica fazendo em casa, na frente do espelho”, disse Glória Ribeiro, mãe de Letícia.

Para o professor, a expectativa de todo o grupo é positiva. “O brasileiro é muito difícil, são aproximadamente 2 mil atletas participando, então é muito difícil trazer várias medalhas, mas estamos focados e conseguiremos bons resultados”, finalizou.

O Campeonato é uma realização da Confederação Brasileira de Karatê Interestilos.

Deixe uma resposta