Lázaro declara maior patrimônio entre candidatos ao Senado e Coronel tem maior crescimento

Publicidade 2

Entre os candidatos baianos ao Senado que já apresentaram suas declarações de bens, o presidente da Assembleia Legislativa da Bahia, Ângelo Coronel (PSD), foi o que apresentou o maior crescimento.

Sua fortuna cresceu 279% em quatro anos, conforme os dados informados à Justiça Eleitoral – foram declarados R$ 5,67 milhões este ano e R$ 1,5 milhão em 2014.

Seu parceiro de dobradinha, Jaques Wagner (PT), teve um aumento de 309%, mas a comparação é em relação a 2010, último ano no qual o petista disputou eleições. Na ocasião, o petista informou um patrimônio de R$ 819 mil. Atualmente, este valor é de R$ 3,35 milhões.

O deputado federal tucano Jutahy Jr declarou em 2014 um montante de R$ 3,8 milhões. Com um aumento de 44%, seus bens totalizam R$ 5,52 milhões este ano.

O postulante ao Senado com o maior patrimônio declarado é o deputado federal Irmão Lázaro (PSC), com R$ 6,4 milhões. O crescimento da sua fortuna, porém, foi de 33% em quatro anos. Na última eleição disputada, ele informou ter R$ 4,78 milhões.

O professor universitário Fábio Nogueira (PSOL) não declarou nenhum bem, assim como fez em 2016, quando concorreu a prefeito de Salvador.

O policial civil Marcos Maurício (DC), presidente do sindicato da categoria, informou possuir somente um veículo de R$ 35 mil. Já o emedebista Jorge Vianna declarou ter R$ 950 na caderneta de poupança.

*Bahia.ba

Deixe uma resposta