Homem é condenado a mais de 16 anos de reclusão por matar adolescente grávida

Publicidade 2

Carlos Henrique Silva Almeida foi condenado ontem, dia 2, pelo Tribunal do Júri, em Vitória da Conquista, a 16 anos e oito meses de reclusão pelo homicídio de Maricélia Santos Oliveira, de 13 anos de idade, com um tiro na testa.

O réu, que já está preso de forma cautelar há mais de um ano, cumprirá o restante da pena em regime inicial fechado. O crime foi qualificado por motivo torpe, pois foi cometido em razão da vítima estar grávida, e decorreu de violência doméstica, pois ela era namorada do réu quando foi morta por ele. A decisão do juiz Reno Viana Soares acata a denúncia do promotor de Justiça José Junseira Almeida de Oliveira.

Na acusação, o promotor sustentou que no dia 9 de fevereiro de 2017, por volta das 13h30, Carlos, que tinha 19 anos, foi armado para a casa da namorada Maricélia, de 13 anos, e começaram a discutir por conta da gravidez, que ele não aceitava. Durante a discussão, “com a clara intenção de matar, Carlos deu um tiro na testa da vítima, que não resistiu e morreu”. O condenado ainda pode recorrer da decisão.

Cecom/MP

Deixe uma resposta